2015

#Livros do Mês! - Outubro (Natália)

sábado, outubro 31, 2015


   E aí pessoal, tudo bom com vocês? Hoje é o último dia do mês, e como sei que não vou conseguir terminar de ler um livro hoje, vou postar hoje os livros lidos no mês de outubro. Praticamente li um livro por semana, mas gostaria de ter lido mais. Ainda bem que já passei no vestibular, estou nas últimas provas do colégio, e aí vem: férias!!!

   Mas vamos ao que interessa: os livros lidos em outubro.





Naomi & Ely e a lista do não beijo - David Levithan e Rachel Cohn (Nota: )
Naomi e Ely são amigos inseparáveis desde pequenos. Naomi é irresistível, todos que cruzam seu caminho acabam se apaixonando. Mas ela sempre amou apenas o único cara que não pode ter: seu melhor amigo gay. E Ely é um conquistador barato que gosta de brincar com os sentimentos dos meninos até finalmente conseguir se apaixonar. 
Para preservar a amizade, criam a lista do não beijo™ — a relação de caras que nenhum dos dois pode beijar em hipótese alguma. A lista do não beijo™ protege a amizade e assegura que nada vá abalar as estruturas da fundação Naomi & Ely. Até que... Ely beija o namorado de Naomi. E quando há amor, amizade e traição envolvidos, a reconciliação pode ser dolorosa e, claro, muito dramática.


Cartas de Amor aos Mortos - Ava Dellaira (Nota: ✰ | Resenha aqui)
Tudo começa com uma tarefa para a escola: escrever uma carta para alguém que já morreu. Logo o caderno de Laurel está repleto de mensagens para Kurt Cobain, Janis Joplin, Amy Winehouse, Heath Ledger, Judy Garland, Elizabeth Bishop… apesar de ela jamais entregá-las à professora. Nessas cartas, ela analisa a história de cada uma dessas personalidades e tenta desvendar os mistérios que envolvem suas mortes. Ao mesmo tempo, conta sobre sua própria vida, como as amizades no novo colégio e seu primeiro amor: um garoto misterioso chamado Sky.
Mas Laurel não pode escapar de seu passado. Só quando ela escrever a verdade sobre o que se passou com ela e com a irmã é que poderá aceitar o que aconteceu e perdoar May e a si mesma. E só quando enxergar a irmã como realmente era — encantadora e incrível, mas imperfeita como qualquer um — é que poderá seguir em frente e descobrir seu próprio caminho.




Perfeitas Mentiras - Emanuel Moraes (Nota: ✰ | Resenha aqui)
O que você faria se descobrisse que a sua vida sempre foi uma grande mentira?
Depois de passar um ano fora do país, Bernardo Belinazzo, o queridinho da sociedade, está de volta a Curitiba e para a vida que ele foi forçado a deixar para trás. Como encarar uma vida que teoricamente não é mais sua? Como seguir em frente depois do que aconteceu?

Mas Fernanda Alcântara, a garota perfeita, estava esperando a volta do melhor amigo, só não tinha certeza de quem ele havia se tornado, afinal, todos eles mudaram depois daquela noite. O Menino de Ouro. A solitária. O eterno sedutor. A garota problema. Todos mantinham as máscaras que foram obrigados a usarem desde que nasceram, mas por trás delas, não existiam mais os jovens que acreditavam ser invencíveis.
Seis vidas que cresceram em um mundo onde sorrir no momento certo pode definir toda sua vida. Amores, intrigas, amizades, inveja e redenção.
A jornada para se libertar de algo que lhe foi imposto nunca é fácil.Você tem que ter certeza de suas escolhas.
Você tem que ter certeza de quer sair.
Você tem que ter certeza do que quer viver.
Pois não dá para fugir, e você pode descobrir que não é forte o bastante para encarar.
Você vai tem que aprender a jogar.
No final de tudo, as suas melhores amigas, são as Perfeitas Mentiras de que tanto quer se livrar.



Como se apaixonar - Cecelia Ahern (Nota: ✰ | Resenha aqui)
Depois de não conseguir evitar que um homem acabasse com a própria vida, Christine passa a refletir sobre o quanto é importante ser feliz. Por isso, ela desiste de seu casamento sem amor e aplica as técnicas aprendidas em livros de autoajuda para viver melhor.
Adam não está em um momento muito bom, e a única saída que ele encontra para a solução de seus problemas é acabar com sua vida. Mas, para a sorte de Adam, Christine aparece para transformar sua existência, ou pelo menos tentar ajudá-lo. 
Ela tem duas semanas para fazer com que Adam reveja seus conceitos de felicidade. Será que ele vai voltar a se apaixonar pela própria vida?


--------------------------------------------------

Já leram algum desses livros? Sentem vontade de ler? Deixe sua opinião nos comentários, ela é muito importante pra nós! 

Espero que tenham gostado do post de hoje. Beijos, e até a próxima!



LEIA MAIS... »

2015

Tag: Frases de Mãe

sexta-feira, outubro 30, 2015

Olá, leitores! Vi essa tag no blog Estante da Ale e resolvi respondê-la aqui no blog. Achei super divertida e, como são 15 perguntas, vou tentar dar respostas curtas pro post não ficar muito grande. Vamos lá:


1. Eu vou contar até 3...
Um livro que você não via a hora de acabar.
Convergente, de Veronica Roth. Eu adorei o livro (em parte), mas depois de dois meses enrolando a leitura e desejando que ele se lesse sozinho, continuei a história com certa má vontade até, enfim, terminá-lo.

2. Se você falar isso de novo te arrebento os dentes!
Um livro que você não suporta que falem mal.
Harry Potter (a série inteira, incluindo spin-offs), de J. K. Rowling. Eu ODEIO quando falam "mimimi é livro de criança mimimi bruxinho mimimi magiazinha" ARGHHH QUE VONTADE DE DEGOLAR A PESSOA! Se você não gosta de Harry Potter... Please... Não comente nada sobre a história perto de mim. Obrigada.

3. Se você correr vai ser pior!
Um livro que você corre dele, mas sabe que um dia vai ter que ler.
Cai o pano, da Rainha do Crime. Eu meio que estou adiando a leitura dele porque é o último caso do detetive Poirot, meu personagem preferido da Agatha. Sei que não tem nada de mais, que ele não vai morrer (espero), mas me dá uma dor no coração só de pensar que ele não vai mais usar suas células cinzentas pra desvendar nenhum crime.

4. Vem comer se não esfria!
Um livro que você leu logo que lançou.

A Lista de Brett, de Lori Nelson Spielman. Não sei se foi exatamente no lançamento, mas quando vi esse livro na livraria ano passado, nas prateleiras da frente, já arregalei o olho, comprei, e comecei a ler quando cheguei em casa.

5. Você não é todo mundo!
Um livro que todo mundo odeia, menos você.
Ai, que difícil! Não consigo pensar em algum livro de que eu goste e que todos odeiem... Vou escolher, então, A Improvável Jornada de Harold Fry, de Rachel Joyce. Mas só porque as pessoas que eu conheço que o leram disseram não ter gostado tanto, sendo que eu adorei.

6. Quantas vezes eu já disse para você não fazer isso?
Um personagem que mais te irritou e fez burrada.
Amir, de O Caçador de Pipas. Não que ele tenha feito burrada o livro inteiro, mas certos acontecimentos da história, em que ele se omitiu, poderiam não ter ocorrido se ele não fosse tão covarde... E eu fiquei com vontade de jogá-lo de um avião.

7. Não, quando digo não é não!
Um livro que você não lerá, não importa o quanto as pessoas falem bem. 
Cinquenta tons de cinza! Não que todos que leram a série falem bem dela, mas os que falam tentam me convencer a realmente lê-la, e eu não to afim, ok?!

8. Não mente para mim!
Um personagem mentiroso ou um personagem que te enganou direitinho. 
Ihhh, sem chance de falar apenas um. 99% dos personagens da Agatha Christie me fizeram de boba, então escolho todos eles.

9. Coração de mãe não se engana!
Um livro que te conquistou pela capa e a leitura foi melhor ainda.
A Livraria 24 Horas do Mr. Penumbra, de Robin Sloan. A capa é m-a-r-a-v-i-l-h-o-s-a, e a história... bem... leiam e tirem suas próprias conclusões.

10. Tá chorando sem motivo por quê? Pera aí que eu vou te dar um motivo para chorar!
Um personagem chorão, que te deu raiva.
Acredite se quiser, mas não li nenhum livro que tinha um personagem chorão (que eu lembre).

11. Come só mais um pouquinho!
Um livro que fez você dizer: "Vou ler só mais um pouquinho."
Os Miseráveis, de Victor Hugo. Um dos melhores livros que já li!

12. Quantas vezes vou ter que repetir?
Um livro que você teve ou terá que reler para entender melhor.
Vango, de Timothée de Fombelle. São tantas informações e personagens que, apesar de eu achar que eu entendi tudo direitinho, estou com a leve impressão de que deixei passar alguma coisa.

13. Não fez mais que sua obrigação!
Um livro que você leu por "obrigação".
Felpo Filva, da Eva Furnari. (Que por sinal se tornou um dos meus favoritos da infância.)

14. Coração de mãe sempre cabe mais um!
Os três próximos livros que você está louco pra comprar.
Antes de partir desta para uma melhor, de Jonathan Tropper;
Os Videntes, de Libba Bray;
Estação Onze, de Emily St. John Mandel.

15. Isso, quebra mesmo. Não foi você quem pagou!
Um livro que você emprestou e voltou irreconhecível.
Desculpe, mas nunca emprestei um livro na minha vida, hehe.

E essa foi a tag, gente! O que acharam? Fiquem à vontade para respondê-la!
Beijinhos, e até o próximo post 

LEIA MAIS... »

2015

[Resenha] Como se apaixonar

terça-feira, outubro 27, 2015

Título: Como se apaixonar
Título original: How to fall in love
Autora: Cecelia Ahern
Editora: Novo Conceito
Ano: 2015
Páginas: 352
Nota: 


"Onde estaríamos sem amanhãs? O que teríamos em vez disso seriam hojes. E, se esse fosse o caso, com você, eu esperaria que hoje fosse o dia mais longo. Eu encheria o hoje de você, fazendo tudo o que sempre amei. Eu riria, falaria, ouviria e aprenderia, eu amaria, amaria, amaria. Faria todos os dias serem hoje e passaria todos com você, e nunca me preocuparia com o amanhã, quando não estaria com você. E, quando aquele temido amanhã chegar para nós, por favor, saiba que eu não quis deixá-lo, ou ser deixada pra trás, que cada momento que passei com você foram os melhores momentos da minha vida."

   Alguém me diz: como não se apaixonar pelos livros da Cecelia Ahern???? Como não achar esse livro SEN-SA-CI-O-NAL??? Sério, esse foi o quarto livro que li dela e já é meu favorito entre os quatro!!!

   Como se apaixonar conta a história de Christine, que estava em busca de um lugar especial quando acaba parando em um condomínio de apartamentos abandonados e encontrando Simon Conway, um homem de 36 anos que quer se matar. Christine, por sempre querer ajudar as pessoas, tenta fazer Simon mudar de ideia, tenta salvar a vida dele, mas de uma hora pra outra, Simon atira em si mesmo e acaba entrando em coma.
   Dizem que "um raio nunca cai duas vezes no mesmo lugar", porém algum tempo depois do incidente com Simon, ainda em busca de um lugar especial, Christine vê um homem parado em uma ponte querendo se jogar. Tomada pela culpa, ela corre ajudar o homem (que descobre se chamar Adam após uma conversa com ele), enquanto o resto das pessoas só ficam olhando. Ela consegue o tirar da ponte dizendo que a vida é linda e vale a pena ser vivida, e que poderia mostrar isso a ele. Adam, então, aceita isso como um acordo: Christine tem até o aniversário dele de 35 anos (dentro de duas semanas) para mostrar pra ele que a vida vale a pena. Caso não consiga, ele realmente se matará. Assim, ela passa o livro todo tentando ajudá-lo com os problemas do trabalho, familiares e amorosos de Adam.

   A escrita de Cecelia nesse livro foi maravilhosa! O livro é  narrado em primeira pessoa, da visão de Christine, e é lindo, sensível, profundo e apaixonante. A história foi bem construída, bem amarrada, bem escrita, graças ao enorme talento da Cecelia Ahern que extravasa vida.
   A leitura é leve, flui de um jeito gostoso e tudo isso vai além de mostrar só como se apaixonar por outra pessoa. O livro fala como amar a vida! Eu acho que já comentei aqui que gosto de livros com temas que nos fazem pensar - e esse além de nos passar uma mensagem, tem um romance lindérrimo, de nos deixar babando. 
   Às vezes me sinto como Christine, com vontade de ajudar as pessoas de qualquer forma e coisas desse tipo, mas nunca cheguei nem perto de salvar alguém da morte. Se você parar pra pensar, com pequenas atitudes como ouvir uma pessoa que precisa de ajuda, sem tachar ou vir com preconceitos, você pode acabar ajudando alguém. Ser gentil e não tratar mal outras pessoas, pode ajudar alguma coisa na vida de alguém, sem mesmo sabermos. Muitas pessoas se sentem sozinhas, e mostrar que se importa, que quer ajudar e que não vai julgar, pode melhorar a vida de alguém.
   Não chorei nesse livro, porém o final é tão lindo, tão amor, tão fofo que eu fiquei maravilhada e completamente apaixonada. Talvez o final seja um pouco previsível, mas nada que tire o doce que é ler essa história!

   Espero que tenham gostado da resenha. Não consegui falar muito sobre o livro porque estou em um caso de amor-perplexo. Se quiserem saber mais, recomendo que leem e descubram sozinhos como é se apaixonar pela nova história de Cecelia Ahern. Deixe sua opinião nos comentários, ela é muito importante pra nós! 
   Beijos, e até a próxima!


LEIA MAIS... »

2015

[Resenha] Um Amor de Cinema

sexta-feira, outubro 23, 2015

Título: Um Amor de Cinema
Título original: Love Like The Movies
Autora: Victoria Van Tiem
Editora: Verus
Ano: 2014
Páginas: 294
Nota: ♥♥♥♥


"É parte do meu plano. O plano subir-na-torre-e-resgatar-aquela-pessoa. E quem estou resgatando? Eu mesma. A garota com tinta no cabelo que ainda acredita em contos de fadas, só que esta é a versão adulta. Porque talvez não exista um feliz para sempre com alguém; talvez tenha a ver com ser feliz consigo mesma." 

     Não sei como começar a resenha desse livro. Sério. Eu o li no feriado do dia 12 + recesso do dia 13, e me surpreendi com a rapidez com que a leitura fluiu e em como eu não fiquei cansada da história em nenhum momento. Ela é apaixonante! Pra começar, Kensington é uma mulher de quase 30 anos que trabalha em uma agência publicitária, noiva de um cara que a família dela aprova - e isso basta. Até que, um dia, mexendo no celular na casa da mãe, ela vê uma solicitação de amizade... do ex-namorado! O suficiente pra mexer com a sua cabeça e trazer à tona memórias que há muito tempo ela tinha decidido esquecer. Kenzi, então, resolve dar uma stalkeadinha básica no perfil dele e, sem querer, o aceita como amigo. O nome do cara é Shane (), que foi embora sete anos antes depois de... bem... um acontecimento aí.
     Mas acontece que, pelo jeito, Shane Bennett está de volta aos Estados Unidos. E Kenzi - depois de um jantar familiar em que o foco deveria ser o noivado dela com Bradley mas, na verdade, foi a gravidez de Ren, sua cunhada - percebe que a família que tanto deseja formar depende do fechamento de um negócio com um cliente. E. Adivinhem. Quem. É. Ele. Sim: Shane. Minutos antes de aparecer na sala de reunião, ele mandou uma mensagem no facebook de Kenzi, pra saber como estão as coisas. A conversa durou pouco mas, quando os dois se encontram logo em seguida, nossa protagonista engasga com a água e fica visivelmente abalada.
     E esse é apenas o início da história divertida e romântica que esse livro traz. Como condição para o fechamento do contrato, Shane propõe a Kenzi um desafio: eles devem recriar uma cena de 10 filmes românticos famosos. Por que? Os dois são completamente apaixonados por filmes desse gênero e, quando namoravam, não ficavam uma semana sem assistir a algum clássico.


     No início, ela fica relutante, mas depois acaba aceitando. No decorrer da leitura e do cumprimento dos itens da lista, vamos percebendo como Shane e Kenzi foram feitos um para o outro, e nos perguntamos o porquê de eles não estarem mais juntos. Mais pra frente, todo o passado dos dois é revelado, e uma dorzinha + uma pitada de ódio (vocês entenderão quando lerem) toma conta do nosso coração. E, claro, passamos a torcer cada vez mais pela união dos dois.
     Além do enredo, que na minha opinião foi muito bem desenvolvido pela autora e que fez essa obra se tornar uma das minhas favoritas, os nomes dos capítulos lembram filmes de comédia romântica ou de algum gênero parecido, o que fecha todo o clima criado pela narrativa.


     Ah, e eu sou suspeita pra falar da edição desse livro maravilhoso, porque a editora Verus é uma das minhas preferidas nesse quesito (julgando os livros que tenho, claro). A impressão que tive é que tudo foi feito com muito amor pra criar justamente uma esfera romântica e deixar o leitor com o desejo de viver um amor cinematográfico. Em suma, amei tudo, e realmente não tenho pontos negativos pra comentar. Espero, então, que vocês aí que tenham lido essa resenha já tenham colocado essa obra em suas wishlists, e que, apesar de parecer uma história clichê, saibam que Um amor de cinema foi escrito, acima de tudo, pra lembrar a todos que não é impossível ter uma vida baseada nos filmes. E uma verdade: "Não importa se a comédia romântica segue um curso previsível; reagimos porque ela é baseada na verdade. Na magia. " Não preciso dizer mais nada.

LEIA MAIS... »

2015

[Resenha] Perfeitas Mentiras

terça-feira, outubro 20, 2015

Título: Perfeitas Mentiras
Autor: Emanuel Moraes
Editora: Chiado Editora
Ano: 2015
Páginas: 354
Nota: 


"É, para que olhar somente para o futuro quando ainda não resolvemos o nosso passado?" 


   Assim que o livro chegou de parceria com o autor, já comecei a devorá-lo e não vejo a hora de poder devorar o segundo, terceiro, quarto, quinto, ..... entre todos os outros mil que eu espero que ele lance! 

   Perfeitas Mentiras conta a história de seis amigos (Bernardo, Guilherme, Fernanda, Rafael, Beatriz e Gisele) que saem de Curitiba, para irem curtir a praia nas férias, como fazem todos os anos. A casa de praia onde eles ficam é dos pais de Rafael, localiza-se em Florianópolis e eles vão lá desde os 13 anos. É uma casa cheia de lembranças, mentiras e segredos, e eles voltam lá para esquecerem as próprias vidas conturbadas e difíceis, além de matarem a saudade de estarem todos juntos.
   Com muitas festas, bebidas, drogas e namorados, cada um tenta à sua maneira esquecer o acidente e tudo o que aconteceu um ano atrás. Todos fingem que já passou, que ninguém se lembra e que não dói nada. Mas tudo isso não passa de mentiras!

   Emanuel Moraes fez uma trama cheia de mistérios e segredos, que ficaram em suspense praticamente o livro todo. Passei o livro todo me perguntando "QUE DIABOS ACONTECEU NO ANO PASSADO?????" e depois que vi que algumas dessas perguntas não tinham respostas, fiquei com um ódio enorme! Tá tá tá, sei que o autor fez isso de propósito, pra causar ainda mais suspense. Só digo que fiquei com ódio porque ESTOU COMPLETAMENTE ANSIOSA PRA SABER TUDINHO NOS MÍNIMOS DETALHES, E VOU TER QUE ESPERAR LANÇAR O PRÓXIMO LIVROOO, ARRRRGHHHH. Desculpem-me por gritar, juro que estou calma agora. Mas é que o livro é muito bom! 
   Apesar de ser escrito em terceira pessoa (o que eu falo desde o início que não me prende muito a atenção), ele é um livro bem tramado e com uma linguagem muito fácil, por se tratar de um mundo de jovens. Há tantos segredos, mistérios, mentiras, aventuras, que você mergulha lá e parece que você tá vivendo lá no meio de todos eles, naquela casa de praia!
   Emanuel trata de assuntos fortes e impactantes como drogas, relacionamentos, conflitos de família, bebidas alcoólicas, sexo, etc, de uma forma natural. A única coisa que eu realmente não gostei, é que todo mundo é descrito como lindo, maravilhoso, gostoso e vindo de família muito rica, o que não se assemelha muito à nossas vidas normais (fala sério, nunca vi um grupo onde todos os amigos são lindos; sempre tem aquele feio ou que é até mais ou menos, mas é muito difícil encontrar um grupo cheio de deuses gregos que todo mundo baba).
  Desconsidero esse fato quando me recordo que o nome da minha cidade aparece no livro hahaha. Fiquei tão feliz (*eu infantil*), achei tão divertido, pois sou do interior do Paraná e apesar de ser uma cidade conhecida pela região, acredito que o resto do país não saiba nadica dela. Bom, sei lá, achei muito legal hehe. Me senti reconhecida.
   Vale ressaltar também, que o livro tem várias passagens que nos fazem refletir. E percebi também que o título de cada capítulo tem um significado bem legal no capítulo. Adorei o livro, e não vejo a hora de ler todo o resto da história!

   Enfim, espero que tenham gostado da resenha e se interessado pelo livro. Se vocês leram/lerem, deixe aqui nos comentários o que achou! Sua opinião é muito importante pra nós! Beijos, e até a próxima resenha!

P.S.: Para comprar o livro, é só ver esse post aqui, que eu falei onde vende.



LEIA MAIS... »

2015

[Resenha] Supernova: A Estrela dos Mortos

sexta-feira, outubro 16, 2015

Título: Supernova: A Estrela dos Mortos
Autor: Renan Carvalho
Editora: Novas Páginas (Novo Conceito)
Ano: 2015
Páginas: 480
Nota: 
(Clique aqui para ser direcionado à resenha do Livro 1 da série)



"Para mim, as pessoas são iguais às plantas. Se você as rega com carinho, colhe felicidade."

Aventuras, segredos e mistérios... Acho que isso resume esse segundo volume da série Supernova.
No primeiro livro, conhecemos Leran e sua irmã, Luana. Em Acigan, Leran aprende clandestinamente com seu avô como dominar as energias provindas dos quatro elementos: Ar, Água, Terra e Fogo. Mas, depois de muitas aventuras, os dois irmãos acabam fugindo da cidade, e agora cabe a Leran proteger Luana de caçadores que pretendem capturá-la. O motivo? Luana foi declarada uma Estrela, pois possui os maiores poderes de um tipo de energia. E enquanto isso, após o massacre de Cimérium, causado por Shaz, a Estrela dos Mortos (que exerce um controle do tipo "zumbi" em milhões), Tlavi enfrenta dificuldades, assim como a Estrela da Cura. (Leia o livro pra saber mais, posso acabar soltando um spoiler, hehe.)

Gente, eu adorei esse livro pelo simples fato de ter tido um ótimo desenvolvimento em relação ao segundo. Parabéns, Renan! A escrita fluiu com facilidade, assim como no anterior, e eu me senti completamente conectada à história. Fiquei surpresa com alguns mistérios revelados (positivamente), e a diagramação da Novo Conceito contribuiu (e muito!) com o clima de magia. Os desenhos complementam o enredo e deixam tudo ainda mais incrível.
Além de tudo isso, leitor, os lugares, as viagens, as aventuras vividas pelos personagens são eletrizantes, e tornam essa leitura (juntamente com a do primeiro livro, claro) indispensáveis pra qualquer amante de histórias cheias de ação. E, caso você esteja aí pensando que não irá gostar da obra por ser de um gênero que você não curte... Tenho certeza de que, quando lê-la, passará a gostar. 

Beijocas, té.
LEIA MAIS... »

2015

Tag: Complete a Frase

quarta-feira, outubro 14, 2015

Olá galera, tudo bem com vocês?? Fazia tanto tempo que não fazia uma tag aqui que fiquei feliz quando vi que a Bárbara, do blog Imperfeição Literária me marcou nessa aqui! <3
Tenho que completar 14 frases de acordo com o que penso/sinto e tal, e indicar cinco blogs. Então vamos lá!



Sou muito chorona.
Não suporto garotas que dão em cima do meu namorado.
Eu nunca quero deixar de me divertir e curtir a vida.
Eu já briguei e joguei na cara da pessoa que eu estava certa ahahah.
Quando criança eu não tinha medo de subir em árvores igual eu tenho hoje.
Nesse exato momento estou assistindo televisão (aproveitando que eu não fui pra aula)
Eu morro de medo de lagartixa, sério.
Eu sempre gostei de livros e escrever coisas aleatórias. 
Se eu pudesse, já teria comprado minha casa própria e feito uma estante gigante que usaria uma parede inteira!
Fico feliz quandochega algo pra mim pelo correio <3
Se pudesse voltar no tempoeu teria feito tudo diferente no ensino médio.
Adoro chocolates (pena que engorda).
Quero muito viajar para os Estados Unidos.
Eu preciso de mais tempo, os dias andam muito curtos!
Não gosto de ver filmes de terror.

Para quem eu indicar, as regras são essas:

  • Completar todas as frases;
  • É preciso indicar no mínimo 5 blogs e avisá-los;
  • Marcar na postagem quem te marcou;
  • E comentar o link com a sua resposta.

Indico a tag para os blogs abaixo:

Quem quiser fazer também, sinta-se a vontade! Beijos!
LEIA MAIS... »

2015

[Resenha] Cartas de Amor aos Mortos

segunda-feira, outubro 12, 2015

Título: Cartas de Amor aos Mortos
Título original: Love Letters to the Dead
Autora: Ava Dellaira
Editora: Seguinte
Ano: 2014
Páginas: 344
Nota: 


"Você acha que todo mundo consegue ser uma estrela? Acha que todo mundo consegue ser visto? Ser amado? Consegue brilhar? Não. As pessoas não conseguem fazer o que você fez. Elas não conseguem ser tão lindas quanto você. E você só queria se extinguir."


Querido(a) leitor(a),

   Comprei esse livro em fevereiro e não sei porque demorei tanto pra ler. Cartas de Amor aos Mortos é um livro magnífico, tanto em questão à capa quanto ao conteúdo!

   O livro conta a história de Laurel, que acabou de entrar no ensino médio em um colégio diferente do qual ela estudou no ensino fundamental porque ela não queria estudar com ninguém que soubesse do seu passado. Com ninguém que soubesse que sua irmã, May morreu. Assim que as aulas começam, sua professora de inglês passa para a turma uma tarefa: escrever uma carta pra alguém que já morreu. 
   Ela começa escrevendo pra Kurt Cobain, e não entrega a tarefa. Ela continua escrevendo pra outros famosos, como Janis Joplin, Amy Winehouse, Elizabeth Bishop, Judy Garland, River Phoenix, entre vários outros, e faz dessas cartas um diário, contando tudo o que acontece nesse primeiro ano do segundo grau.
   A história é linda, a autora criou uma história bem tecida com personagens muito bem tramados.
Laurel meio que se culpa pela morte da irmã, que ela tanto idolatrava, amava e queria sempre por perto. E May não era exatamente tudo aquilo que sua irmã achava que ela era.
   No colégio ela faz duas amigas e arruma um namoradinho, e mesmo confiando e gostando muito deles, ela não consegue contar a eles o que aconteceu no seu passado, escondendo isso até o último momento.
   O que eu mais amei disso tudo foi o fato dela ter amadurecido. Laurel teve que descobrir que sua irmã não era perfeita como ela achava que era, teve que encarar isso, perdoá-la e se perdoar também. Ela começou contando para os mortos o que aconteceu e depois contou para os vivos ao seu redor, se libertando de toda a angústia e culpa que sentia, começando assim a trilhar sua própria vida.

   Li muitas resenhas de pessoas dizendo que não gostaram, pois é muito dramático e só fala de questões adolescentes e tal. Reconheço que Laurel é um pouco dramática, e venera muito sua irmã, mas é um ótimo livro. E acho que o suspense de como May morreu, foi uma chave importante para a história. Descobrir esse mistério foi o que me levou a devorar o livro tão rápido.
   Vi várias relações da protagonista com o Charlie, de As Vantagens de Ser Invisível, mas ao meu ver isso não prejudicou minha leitura. Ambos os personagens tem problemas emocionais; sofrem abusos; descobrem a sexualidade, drogas e álcool; e fazem relações entre músicos, escritores, cantores, famosos com suas próprias vidas. Laurel faz isso em muitas das cartas: pega a vida da pessoa para quem ela está escrevendo e correlaciona com o seu momento vivido, e achei isso muito legal.
   A forma como Ava Dellaira montou tudo isso, encaixou tudo e amarrou bem amarrado, demonstrando todas as inseguranças, os medos, o luto, os problemas familiares e todo o resto foi fantástico! Fiquei muito admirada com a escrita dela, Há muitas passagens reflexivas, profundas e lindas. Grifei umas vinte partes favoritas do livro, sem contar que chorei várias vezes (quase o livro inteiro).
   Enfim, amei amei tudo, adorei o livro todo e todas as cartas. Amei Sky, odiei May e quis abraçar Laurel praticamente o livro inteiro, mas isso faz parte da leitura de qualquer livro, não é mesmo? Haha.

   Espero que você(s) tenham gostado da resenha e queiram ler o livro! Deixe sua opinião nos comentários, ela é muito importante pra nós!

Beijos e até a próxima resenha,
Natália.
LEIA MAIS... »

2015

Nova Parceria! - Emanuel Moraes

sexta-feira, outubro 09, 2015

Olá pessoal! Chegou hoje pra mim aqui, direto de Portugal (*imagine aquele sotaque de lá*) o livro da nova parceria do blog! O livro é Perfeitas Mentiras e vou postar aqui um pouco sobre a obra e o autor estou muito ansiosa pra ler, assim que eu terminar de escrever esse post eu já vou correndo devorá-lo. E pelo o que eu sei, é uma série e o próximo livro já tem nome, que será Perfeitos Segredos. Só de saber que terá continuação já me dá um treco, pois quero ler logo haha.


E recadinho pra quem é de Curitiba: no dia 16 de Novembro acontecerá o lançamento de Perfeitas Mentiras nas Livrarias Curitiba do Shopping Estação, que começará às 19:30.

Título: Perfeitas Mentiras
Autor: Emanuel Moraes
Editora: Chiado Editora
Ano: 2015
Páginas: 354




O que você faria se descobrisse que a sua vida sempre foi uma grande mentira? 
Depois de passar um ano fora do país, Bernardo Belinazzo, o queridinho da sociedade, está de volta a Curitiba e para a vida que ele foi forçado a deixar para trás. Como encarar uma vida que teoricamente não é mais sua? Como seguir em frente depois do que aconteceu?
Mas Fernanda Alcântara, a garota perfeita, estava esperando a volta do melhor amigo, só não tinha certeza de quem ele havia se tornado, afinal, todos eles mudaram depois daquela noite. O Menino de Ouro. A solitária. O eterno sedutor. A garota problema. Todos mantinham as máscaras que foram obrigados a usarem desde que nasceram, mas por trás delas, não existiam mais os jovens que acreditavam ser invencíveis.
Seis vidas que cresceram em um mundo onde sorrir no momento certo pode definir toda sua vida. Amores, intrigas, amizades, inveja e redenção.
A jornada para se libertar de algo que lhe foi imposto nunca é fácil.Você tem que ter certeza de suas escolhas.
Você tem que ter certeza de quer sair.
Você tem que ter certeza do que quer viver.
Pois não dá para fugir, e você pode descobrir que não é forte o bastante para encarar.
Você vai tem que aprender a jogar.
No final de tudo, as suas melhores amigas, são as Perfeitas Mentiras de que tanto quer se livrar.




                                                                              Todos possuímos segredos e acabamos vivendo uma mentira. Emanuel Moraes escreveu a série Perfeitas Mentiras tendo como inspiração a própria vida e a de seus amigos, dando um tom de veracidade e humanidade para os personagens. Nascido em uma pequena cidade no interior, foi no litoral do estado do Paraná onde cresceu e sobreviveu às experiências mais fortes e marcantes de sua vida. Formado em Publicidade e Propaganda e com um MBA em Marketing Promocional e Merchandising, hoje ele se dedica a sua carreira de escritor onde pode contar a verdade dentro das imaginárias e inofensivas mentiras. Pelo menos no papel.



Se você se interessou pelo livro, você pode comprar por esses sites:
Facebook Perfeitas Mentiras

Espero que tenham gostado da novidade e do post! Assim que eu terminar de ler, juro resenhar rapidinho. 
Deixe sua opinião nos comentários, ela é muito importante pra nós! 
Beijos, até a próxima.
LEIA MAIS... »