2015

Book Haul - Agosto e Setembro!

segunda-feira, novembro 30, 2015

 
   Olá pessoal, tudo bem? Eu disse que esse mês ia fazer todos os book hauls atrasados, mas achei que ia ficar muito chato vários posts com o mesmo tema de uma só vez. Então já vou retomar; depois desse só tem o de outubro, novembro e o da Black Friday. Quero fazer o da BF assim que chegar, então melhor eu já adiantar os outros hehe. Li três dentre esses quatro, e amei todos!

LEIA MAIS... »

2015

[Resenha] Uma Vida para Sempre

sexta-feira, novembro 27, 2015

Título: Uma Vida para Sempre
Autora: Simone Taietti
Editora: Novo Século - Talentos da Literatura Brasileira
Ano: 2014
Páginas: 350
Nota: 


"E mais um daqueles sorrisos tentando ligar sul-americanos e africanos iluminou não só seu rosto, mas todo o quarto. E minha alma."


   Há muito tempo eu paquerava esse livro, Que capa linda, né? Quando pedi parceria pra Simone e ela aceitou, eu nem acreditei, Só caiu a ficha que era verdade quando o livro chegou aqui (e autografado ainda ). Terminei de ler nessa quinta-feira e tudo o que tenho pra falar sobre o livro é: uau. UAU. U-A-U. Simone Taietti escreveu esse livro maravilhosamente bem. Nem 1/4 da minha resenha vale alguma coisa perto da escrita dessa mulher. Não é atoa que o livro foi publicado com o selo "Talentos da Literatura Brasileira"
  O livro conta a história de Ethel, que além de ter um nome diferente, tem também uma doença diferente: CIPA (Insensibilidade Congênita à Dor com Anidrose). Ou seja, ela não sente dor e nem transpira. Por isso e com base em algumas pesquisas na internet, ela vive dizendo que está morrendo. Sua mãe, Edite, não aceita nem ouvir essas palavras vindo de Ethel, mas a protege como se fosse verdade. 
   Ethel teve aulas em casa e sua mãe não a deixa trabalhar. Então o único lugar que ela frequenta é o hospital, onde faz fisioterapia. Apesar de não ter amigos fora, ela tem vários amigos dentro dos hospital e os adora. Ethel não conta nada pra sua mãe desses amigos, pois sabe que Edite vai proibí-la de ir ao hospital quando souber, pelo simples fato de sua mãe querer protegê-la do sofrimento dos amigos que estão caminhando para a morte.
   Um dia, numa dessas visitas ao hospital, Ethel foi pega de surpresa ao descobrir que seu amigo Max (que era apenas uma criança) falecera num final de semana. Tomada pela tristeza e pelo sentimento de que tudo isso era injusto, ela vai ao quarto onde ficava o Max. Depois de um tempo, quando estava indo embora, a porta abriu subitamente e um garoto entrou lá. Após algumas conversas, ela descobre que ele, Vitor, tem leucemia e que entrou naquele quarto pra tardar a internação. Basicamente assim, começa uma relação muito forte e linda entre os dois.
   Eu, na verdade, não tenho muitas palavras para descrever esse livro. É maravilhoso, profundo, magnífico. Mais uma vez nesse ano, um autor conseguiu me surpreender e fazer eu me apaixonar completamente por uma história (detalhe: os dois são brasileiros, então nunca subestime uma obra literária nacional). Fizeram eu me apaixonar por um livro e por um personagem. Vitor tem um sorriso tão lindo e tão grande que, de acordo com Ethel, o sorriso é uma ponte que liga os sul-americanos com os africanos hehe. 
   Uma Vida para Sempre tem uma profundidade que se você não descer com cuidado, você cai no abismo. Cheio de passagens lindas, profundas e inspiradoras, um tema muito recorrente no livro é a morte. Ethel sempre diz que está morrendo, seus amigos estão morrendo, o garoto pelo qual ela se apaixona está morrendo e seu pai falecera há nove anos. Ela frequentava cemitérios e velórios de estranhos para ter uma "preparação para a morte". Com o passar do tempo, ela vai descobrir que por mais que você tente, nunca conseguirá se preparar para perder alguém. Então, tudo que tem que ser feito é aproveitar enquanto você está vivo, com as pessoas que gosta.
   Lendo esse livro, eu descobri que realmente não há uma preparação para a morte. Você nunca vai aceitar a ideia de perder alguém que você gosta. Vou contar uma historinha da minha vida para vocês, prometo que não tomará muitas linhas dessa resenha.
   Quando eu era criança e meu pai ia buscar algumas coisas no trabalho dele, ele sempre me levava para comer coxinha num barzinho. Sempre. Acabamos assim, virando amigos do dono, o Léo. Eu cresci comendo "coxinhas do Léo" (como eu sempre chamava) e tendo um afeto do tipo neta/avô para com ele. Um dia o bar fechou e abriu em outro lugar. Nessa época eu já não comia mais coxinhas fazia tempo, mas pedi para meu pai me levar no novo bar pra ver se ele se lembrava de mim (e secretamente, para comer coxinhas também). Ele se lembrou, ficou muito feliz ao me ver. O bar, um tempo depois, fechou e eu nunca mais descobri onde estava. Até essa última quarta-feira. 
   Eu estava no ponto de ônibus, voltando pra casa depois de um dia de trabalho, quando vi que a mulher dele estava próxima a mim. Perguntei onde estava o novo bar dele, e ela disse: "Você não ficou sabendo? Ele morreu". Aquilo me doeu de uma tal forma que quase achei que alguém tinha dado uma facada no meu peito, ainda mais quando soube que ele morreu dia 27 de abril de 2014, um ano atrás e um dia antes do meu aniversário. Segurei-me para não chorar no ônibus, porém quando cheguei em casa, desabei. 
   Desde sempre eu sabia que ele estava praticamente idoso, sabia que uma hora ou outra ele ia partir, assim como todos nós partiremos um dia. Mas eu não estava preparada para aquilo, para aquela notícia. Isso me pegou de surpresa e putz, já era, não tinha mais o que fazer.
  Com essa história (tanto a de Simone quanto a minha), acabei vendo a fragilidade da vida, sabe? O Léo morreu com uma doença, não de idade, e talvez eu poderia ter ajudado. No livro, Ethel, Vitor e mais alguns amigos, se reúnem para falar aos outros (e para ouvir os outros) sobre a importância de ajudar ao próximo doando sangue e medula óssea. Fazia um bom tempo que eu queria doar, e agora é certeza que nas minhas férias me tornarei uma doadora de sangue. Pra mim, não vai fazer falta se outra pessoa está realmente precisando. 
   Outra coisa que dá pra se levar após ler esse livro é sempre aproveitar ao máximo quem está conosco. A gente não sabe quanto tempo tem com nossos pais, nossas mães, nossos irmãos, nossos(as) namorados(as). Vamos tornar o dia de alguém único! Que tal reatar a amizade com aquele amigo que você não fala faz tempo? Que tal parar de brigar com o namorado atoa? Que tal respeitar seus pais e amá-los mais? Que tal ajudar a senhora que está tentando passar na catraca do ônibus com as mãos cheias de sacolas? Pequenas atitudes podem tornar a vida de alguém melhor, não custa nada a gente tentar.
   Sobre o final desse livro: recomendo que não espiem pois só de ver o nome dos capítulos, você já sabe o que acontece. Se eu não tivesse feito isso, teria sido uma surpresa e tanto! Eu espiei e mesmo sabendo o que aconteceria, me emocionei heheh. Acho que alguém aqui é uma manteiga derretida e que gosta de falar um monte nas resenhas. 
   Acho melhor parar por aqui. Você já leu o livro? O que achou dessa história linda da Simone Taietti? Quer ler? Deixe seu comentário acerca da resenha, sua opinião é muito importante para nós. Beijos e até a próxima!

"É uma grande droga tudo isso, porque, muito provavelmente, se soubéssemos tratar-se da última vez, faríamos algo diferente. Mesmo que apenas com um olhar. Com toda certeza olharíamos de forma diferente. Com mais atenção, mais amor."


LEIA MAIS... »

2015

[Resenha] A Menina da Neve

quarta-feira, novembro 25, 2015

Título: A Menina da Neve
Título original: The Snow Child
Autora: Eowyn Ivey
Editora: Novo Conceito
Ano: 2015
Páginas: 352
Nota: 


"Era fantástico e impossível, mas Mabel sabia que era real - ela e Jack a tinham feito com neve e galhos e capim congelado. A verdade a impressionou. A criança não apenas era um milagre, como também era criação deles. E ninguém cria vida e a abandona."

     A Alasca de 1920 é um lugar especialmente difícil para os recém-chegados quarentões Jack e Mabel. Sem filhos - e após terem perdido um filho recém-nascido - os dois estão cada dia mais afastados um do outro. Em um dos raros momentos juntos, durante a primeira nevasca da temporada, eles constroem uma criança de neve. Na manhã seguinte, ela desaparece. Dias depois, uma criança loira é vista pelos dois correndo por entre as árvores. Uma menina que parece de mentira, acompanhada de uma raposa vermelha e que, de alguma forma, consegue sobreviver sozinha no rigoroso inverno do Alasca. Enquanto Jack e Mabel se esforçam para entender esta criança que parece ter saído das páginas de um conto de fadas, eles começam a amá-la como se fosse sua própria filha. Entretanto, nesse lugar bonito e sombrio, as coisas raramente são como aparentam ser, e o que eles aprenderão sobre essa misteriosa menina irá transformar a vida de todos...
     A Menina da Neve é capaz de encantar as pessoas com sua história um tanto quanto melancólica e misteriosa ao mesmo tempo. Com a escrita em terceira pessoa, a leitura flui bem e nos proporciona uma visão ampla dos acontecimentos, o que ajuda a criar o clima proposto pela autora. Eu me senti parte da vida de Jack e Mabel, e compartilhei da dor com que eles conviviam. As primeiras páginas já foram suficientes pra me deixar pesarosa mas, apesar desse clima dramático, o mistério que envolve a menina da neve quebra o teor maçante do livro, e faz com que nós, leitores, não desejemos parar de ler. A única coisa que me deixou um pouco irritada foi que algumas respostas não foram dadas nem no decorrer e nem ao final do livro. Ficaram umas coisas no ar, e eu senti falta de ler a solução de alguns acontecimentos... Mas tudo bem, já superei.


     É muito lindo ver a esperança brotar novamente nos corações de Jack e Mabel e como eles ficam ansiosos por viver verdadeiramente uma vida em família. É mais lindo ainda ver o desenrolar da história e aonde tudo isso vai dar. O que senti foi um misto de mistério, drama, dor e tudo o mais que pode ser proporcionado por livros desse gênero, e ver os sonhos dos personagens sendo alimentados pelo amor presente neles foi surpreendente.


     Sendo assim, devo concluir dizendo que esse livro deve ser uma leitura obrigatória de todos os leitores que adoram enredos diferentes e encantadores. Além de tudo o que disse, a diagramação e os detalhes do exemplar são maravilhosos! Tudo muito lindo, simples e fofo, que tornou minha leitura muito mais agradável.
     Espero que vocês que estejam lendo minha resenha se interessem pela história e a leiam o quanto antes. Não vão se arrepender!

     Beijos, até o próximo post! (E uma boa black friday pra vocês!)


LEIA MAIS... »

2015

{Novidade} Blog de Cara Nova!

segunda-feira, novembro 23, 2015

  Olá pessoal! Vocês viram que o blog está de cara nova?? Ebaaaaa!!!!

  Eu e meu namorado passamos o domingo INTEIRINHO mudando o template, alterando HTML e tudo mais, só pra deixar o Do Prefácio ao Epílogo  mais bonito pra vocês!! Foram horas de quebra-cabeça e dor de cabeça, testes, falhas e recomeços pra arrumar tudinho como está (obrigada, amor, pela paciência!). Mas não para por ai não. Queria aproveitar o post de hoje (eu ia responder uma tag, porém resolvi deixar o post só pra novidade mesmo) pra dizer que mais coisas boas (além de um layout novo) estão vindo por aí. Fechei mais algumas parcerias, agora pouco criei uma página no Facebook (dá uma curtida lá), e muitas outras novidades, que vocês verão ano que vem.

  No nosso próximo ano, meu querido 2016, terei mais tempo livre podendo assim fazer muito mais posts aqui (espero) e divulgar mais o blog, tornando-o cada vez melhor! Espero também que 2016 traga muito mais coisas boas do que 2015 conseguiu trazer.

  Esse post ficou meio "adeus ano velho, feliz ano novo", "feliz natal e um próspero ano novo", e aquela coisa toda de fim de ano mas eu não me importo, pois estou tão feliz com o que o blog está se tornando que preciso demonstrar isso de alguma forma. Dia 15 de janeiro de 2016, o blog fará dois aninhos e já estou me preparando para mudar muita coisa e fazer um blog melhor. Quando criei o blog e o Instagram, nunca imaginei que gostaria tanto e daria tão certo como está até agora. Podemos não ser um dos blogs mais famosos como diversos outros por aí, porém ter alguns leitores e ter esse retorno é muito gratificante. Só tenho que agradecer a vocês que sempre acompanham o blog e leem todas as postagens, deixam um comentário com carinho e nos segue . Obrigada aos leitores pela confiança e pela companhia. Desculpem-nos todas as vezes que estivemos ausentes e não postamos por aqui. A partir de agora, tudo vai mudar. Fiquem de olho, não percam os próximos posts e as próximas novidades!

  Beijos, e até a próxima!


LEIA MAIS... »

2015

[Resenha] Uma Carta de Amor

quinta-feira, novembro 19, 2015

Título: Uma Carta de Amor
Título original: Message in a Bottle
Autor: Nicholas Sparks
Editora: Reader's Digest
Ano: 1999
Páginas: 576
Nota: ✰✰✰✰


"- O que está pensando? - ele perguntou. - Que nunca imaginei ser possível amar tanto alguém quanto amo você."


 
Semana passada eu comecei a escrever essa resenha quando chegou livro novo de parceria. Aí, eu comecei a ler agora e não entendi bolhufas do que eu estava falando. Então, vamos começar de novo.
   Essa minha edição do livro é de 1999, do Reader's Digest (eu também fiquei surpresa quando descobri como as histórias do Nicholas Sparks são antigas!) e adorei ter comprado nessa edição pois você acaba levando quatro "livros" em um só, por um preço baratinho (achei por menos de 10 reais nos sebos aqui da minha cidade). Das quatro histórias desse livro, só li "Uma Carta de Amor" porque acredito eu que cumpri uma das minhas metas do 2015 Reading Challenge.

   O livro conta a história de Theresa, uma escritora de coluna num jornal, divorciada e com um filho, que tira férias com a amiga Deanna e o marido da amiga em uma praia, enquanto o filho viaja com o pai. Em um belo dia de manhã, ela estava correndo na praia quando encontrou um garrafa na areia com uma carta dentro. Uma carta de amor. Ela abriu a garrafa e leu essa carta, chorando muito ao acabar. A carta era simplesmente linda e profunda.
Theresa, emocionada, mostrou a carta pra Deanna, que insistiu que a amiga publicasse a carta na sua coluna. Theresa não gostou muito da ideia, porém depois de muita insistência ela acabou aceitando e publicando a carta (retirando os nomes para manter sigilo) na sua coluna. E essa, com certeza, foi a matéria que o público mais amou. Ela recebeu inúmeras cartas e telefonemas, e nisso tudo, ela acaba descobrindo a existência de mais duas cartas que foram achadas em outros lugares do país.
Deannna, como normalmente são as amigas xeretas, após descobrir algumas pistas de quem seria o autor da carta e onde ele estaria, insiste que Theresa vá em busca dele, para conhecer o autor das cartas mais lindas que ela já leu.
Theresa então vai e conhece Garrett, o autor das cartas. E assim, sem querer, eles acabam se apaixonando um pelo outro.

   É uma história linda. Não sei nem como falar dela, pois me deixou chorando no final. É doce, é doloroso, é lindo. Dói como uma facada no peito, dói como perder um ente querido e é lindo como o amor eterno é.
As personagens que Nicholas desenvolveu são totalmente opostas (um exemplo, Theresa é segura e Garrett não) mas como diz o ditado: "os opostos se atraem" hehe. Torci muito pra esse casal ficar junto, mesmo com toda a distância e todas as diferenças. Fiquei tensa nas brigas, triste nos desencontros, feliz nos encontros e o fim... ah, o fim! Ele me deixou muito surpresa e chocada. Chorei o suficiente pra encher uma piscina olímpica. Eu realmente não esperava por aquilo, apesar de a maioria dos livros do Sparks terem um final com esse estilo (quem já leu alguma obra do autor, sabe bem o que eu estou falando hehe). Tudo foi muito bem escrito e não fiquei com dúvidas no final. No início, achei a história um pouquinho lenta por causa da forma como Nicholas Sparks escreveu toda a história, em terceira pessoa e tals. Ele é detalhado, e isso deixa o livro com um toque especial. Entre os livros que li do Sparks, esse é meu segundo favorito (nenhum jamais substituirá o amor que sinto por Diário de Uma Paixão, que foi o meu primeiro livro comprado, em 2011). Agora estou ansiosa pra poder assistir ao filme, que também foi lançado em 1999.
Enfim, eu gostei muito da história, do enredo, do espaço e das personagens e espero que vocês tenham gostado da minha resenha. Recomendo a todos que querem uma linda história de amor. Se você já leu, conte o que achou nos comentários. Sua opinião é muito importante pra nós! Beijos e até a próxima!

LEIA MAIS... »

2015

Book Haul FLIM - 2ª Festa Literária de Maringá

sábado, novembro 14, 2015


Oi, gente! Na sexta-feira retrasada, dia 30/10, eu fui na 2ª FLIM, aqui em Maringá, e acabei adquirindo algumas coisinhas (juro que fui com a intenção de não comprar nada!). Esse ano a festa literária estava, sem dúvidas, muito melhor do que a do ano passado. O estande da Novo Conceito, por exemplo, colocou etiqueta de 50% de desconto em TODOS os livros!!! Aí não deu pra resistir né gente, tive que levar pelo menos um.
Enfim... Acabei comprando três livros (sendo que um era infantil para banho, de presente, então nem vou colocá-lo aqui, hehe), ganhando um do meu padrinho (autografado!) e pegando alguns marcadores, o que me deixou muito feliz. Até queria ter comprado mais livros, mas acho que só não fiz isso porque os únicos estandes que valiam a pena eu entrar, já que os outros vendiam literatura brasileira/filosófica/histórica/etc, eram o exclusivo da NC e os de livraria. Então, editoras, façam o favor de vir para a FLIM no ano que vem, ok? Obrigada, de nada.
Sendo assim, vamos aos itens adquiridos:


Como se apaixonar - Cecelia Ahern
Como eu disse, o estande da NC estava com 50% de desconto em todos os livros, e não resisti: tive que levar este. Veio de parceria com a editora, mas acabou ficando com a Natália... E como eu amei Simplesmente Acontece, também da Cecelia, não tive dúvidas de que iria amar essa história também (que, aliás, já tem resenha aqui no blog).
Sinopse: Depois de não conseguir evitar que um homem acabasse com a própria vida, Christine passa a refletir sobre o quanto é importante ser feliz. Por isso, ela desiste de seu casamento sem amor e aplica as técnicas aprendidas em livros de autoajuda para viver melhor.
Adam não está em um momento muito bom, e a única saída que ele encontra para a solução de seus problemas é acabar com sua vida. Mas, para a sorte de Adam, Christine aparece para transformar sua existência, ou pelo menos tentar ajudá-lo. 
Ela tem duas semanas para fazer com que Adam reveja seus conceitos de felicidade. Será que ele vai voltar a se apaixonar pela própria vida?

A Princesa do Baile da Meia-Noite - Jessica Day George
Pra ser bem sincera, só comprei este livro porque estava por R$10, hahaha. Achei a capa fofa, e a sinopse me pareceu bem clichê no estilo Disney... Mas fiquei um pouco decepcionada quando cheguei em casa porque, ao pesquisar sobre a obra, vi que era uma série, e não um livro independente.
Sinopse: Rosa é uma das doze princesas forçadas a dançar noite após noite no reino de baixo. Elas foram vítimas de um feitiço que nenhum príncipe, até mesmo dos reinos mais distantes, consegue desvendar. A chave para quebrar o encanto, porém, está na força de um cavaleiro destemido e – claro – no amor verdadeiro. Mas será que ele conseguirá driblar todas as dificuldades que aparecerão em sua jornada para ajudar essa bela princesa e suas irmãs?


Quinze Doces Invernos - Rose Rissoto Bovo
Esse foi o presente que ganhei do meu padrinho, autografado, e que está sendo muito bem cuidado por mim. A autora fez o lançamento do livro na FLIM (nem fiquei sabendo), mas ainda bem que meu querido tio estava lá e comprou um pra mim. A história da obra parece bem legal, e estou ansiosíssima pra lê-la e resenhá-la.
Sinopse: Anna Bellanda cresceu livre com seus irmãos na fazenda Porto Café, administrada pelo pai. Conseguiu manter-se livre mesmo vivendo os sombrios anos do regime militar instaurado no Brasil. Educada entre duas famílias com padrões sociais distintos, Anna absorveu o lado positivo de cada uma dessas experiências. Viu a devastação causada pela geada negra, sofreu perdas, apaixonou-se e acreditou num amor que aos olhos de todos parecia impossível. Casou-se cedo, foi para a Inglaterra onde superou todas as dificuldades e venceu, tornando-se uma médica de sucesso. Conquistou amizades verdadeiras sem perder sua identidade, seu lado criança, sua liberdade. Quinze Doces Invernos é uma história de amor que tem seus primeiros registros num diário de adolescente. Quem sabe um dia eles não virem um livro?

Enfim leitores, essas foram minhas aquisições da FLIM. E aí na cidade de vocês, tem festa literária todo ano? Aqui em Maringá começou no ano passado, e espero que continue por muitos tempo ainda e cresça cada vez mais!
Por hoje é só, beijos!

LEIA MAIS... »

2015

Book Haul - Junho e Julho!

sexta-feira, novembro 13, 2015


   Olá pessoal! Como eu prometi no último post sobre book haul, aqui estou eu de volta, trazendo os livros que comprei e ganhei nos meses de junho e julho. De todos esses, só faltam ler três, então estou bem feliz! Bom, então vamos para os livros!




Isla e o Final Feliz - Stephanie Perkins
(comprei <3)
Tímida e romântica, Isla tem uma queda pelo introspectivo Josh desde o primeiro ano na SOAP, uma escola americana em Paris. Mas sua timidez nunca permitiu que ela trocasse mais do que uma ou duas palavras com ele, quando muito.
Depois de um encontro inesperado em Nova York durante as férias, envolvendo sisos retirados e uma quantidade considerável de analgésicos, os dois se aproximam, e o sonho de Isla finalmente se torna realidade. Prestes a se formarem no ensino médio, agora eles terão que enfrentar muitos desafios se quiserem continuar juntos, incluindo dramas familiares, dúvidas quanto ao futuro e a possibilidade cada vez maior de seguirem caminhos diferentes.




Zac & Mia - A. J. Betts
(Parceria com Novo Conceito | Resenha aqui)
A última pessoa que Zac esperava encontrar em seu quarto de hospital era uma garota como Mia - bonita, irritante, mal-humorada e com um gosto musical duvidoso.
No mundo real, ele nunca poderia ser amigo de uma pessoa como ela.
Mas no hospital as regras são diferentes. Uma batida na parede do seu quarto se transforma em uma amizade surpreendente.
Será que Mia precisa de Zac? Será que Zac precisa de Mia? Será que eles precisam tanto um do outro?




Pandemônio - Lauren Oliver
(comprei x2)
Duas realidades, duas Lenas, diferentes ameaças. Antes e agora. Dividida entre o passado — Alex, a luta pela sobrevivência na Selva — e o presente, no qual crescem as sementes de uma violenta revolução, Lena terá que lutar contra um sistema cada vez mais repressor, sem, porém, se transformar em um zumbi: modo como os Inválidos se referem aos curados. Não importa o quanto o governo tema as emoções: pouco a pouco a sociedade se incendeia pelas faíscas da revolta, vindas de todos os lugares... inclusive de dentro.




Réquiem - Lauren Oliver
(comprei x3)
No desfecho surpreendente e eletrizante da série Delírio, não se pode mais ignorar a revolução: ela tomou o país, suas cidades e sua população. Os Inválidos crescem a cada dia, e o conflito final se aproxima. Lena agora está do lado deles, mas não são apenas os ataques dos reguladores que ela precisa enfrentar. O retorno de Alex, que ela pensou que estivesse morto, e o reencontro com Hana, que foi pareada com o futuro prefeito e leva uma vida confortável, tumultuam ainda mais seus pensamentos. Em Réquiem, Lauren Oliver mostra que a revolução é um caminho sem volta, assim como a liberdade.




Ligações - Rainbow Rowell
(Presente de aniversário atrasado, da minha amiga Stefhany <3)
Georgie Mccool sabe que seu casamento está estagnado. Tem sido assim por um bom tempo. Ela ainda ama seu marido, Neal, e ele também a ama, profundamente – mas o relacionamento entre eles parece estar em segundo plano a essa altura.
Talvez sempre esteve em segundo plano.
Dois dias antes da tão planejada viagem para passar o Natal com a família do marido em Omaha, Georgie diz a ele que não poderá ir, por conta de uma proposta de trabalho irrecusável. Ela sabia que ele ficaria chateado – Neal está sempre um pouco chateado com Georgie –, mas não a ponto de fazer as malas e viajar sozinho com as crianças.
Então, quando Neal e as filhas partem para o aeroporto, ela começa a se perguntar se finalmente conseguiu. Se finalmente arruinou tudo.
Mas Georgie estava prestes a descobrir algo inacreditável: uma maneira de se comunicar com Neal no passado. Não se trata de uma viagem no tempo, não exatamente, mas ela sente como se isso fosse uma oportunidade única para consertar o seu casamento – antes mesmo de acontecer…
Será que é isso mesmo o que ela deve fazer?
Ou ambos estariam melhor se o seu casamento jamais tivesse acontecido?




Anexos - Rainbow Rowell
(Presente de aniversário atrasado, da minha amiga Stefhany <3)
Beth Fremont e Jennifer Scribner-Snyder sabem que alguém está monitorando seus e-mails de trabalho. (Todo mundo na redação sabe. É política da empresa.) Mas elas não conseguem levar isso tão a sério, e continuam trocando e-mails intermináveis e infinitamente hilariantes, discutindo cada aspecto de suas vidas.
Enquanto isso, Lincoln O’Neill não consegue acreditar que este é agora o seu trabalho – ler os e-mails de outras pessoas. Quando ele se candidatou para ser “agente de segurança da internet”, se imaginou construindo firewalls e desmascarando hackers – e não escrevendo um relatório toda vez que uma mensagem esportiva vinha acompanhada de uma piada suja. 
Quando Lincoln se depara com as mensagens de Beth e Jennifer, ele sabe que deveria denunciá-las. Mas ele não consegue deixar de se divertir e se cativar por suas histórias. 
No momento em que Lincoln percebe que está se apaixonado por Beth, é tarde demais para se apresentar. 
Afinal, o que ele diria...?




Fragmentados - Neal Shusterman
(Parceria com Novo Conceito | Resenha aqui)
Em uma sociedade em que os jovens rejeitados são destinados a terem seus corpos reduzidos a pedaços, três fugitivos lutam contra o sistema que os fragmentaria .
Unidos pelo acaso e pelo desespero, esses improváveis companheiros fazem uma alucinante viagem pelo país, conscientes de que suas vidas estão em jogo. Se conseguirem sobreviver até completarem 18 anos, estarão salvos. No entanto, quando cada parte de seus corpos desde as mãos até o coração é caçada por um mundo ensandecido, 18 anos parece muito, muito longe.




Prometo Falhar - Pedro Chagas Freitas
(Parceria com Novo Conceito | Resenha aqui)
“Prometo Falhar” é um livro que fala de amor. O amor dos amantes, o amor dos amigos, o amor da mãe pelo filho, do filho pela mãe, pelo pai, o amor que abala, que toca, que arrebata, que emociona, que descobre e encobre, que fere e cura, que prende e liberta. Em crônicas desconcertantes, Pedro convida o leitor a revisitar suas próprias impressões sobre os relacionamentos humanos. A linguagem fluida, livre, sem amarras, faz querer ler tudo de uma vez e depois ligar para o autor para terminar a conversa . Medo, frustração, inveja, ciúme e todos os sentimentos que nos ensinaram a sufocar são expostos sem pudores. Mergulhe de cabeça numa obra que mostra que é possível sair ileso de tudo, menos do amor. Você escolhe a ordem em que vai ler as crônicas do jovem escritor que tem 21 obras publicadas e é sucesso de vendas em Portugal.


--------------------------

   Esse foi meu book haul atrasado de junho e julho hehe. Já leram algum desses livros? Querem ler? Deixe seu comentário abaixo, ele é muito importante para nós.  
   Beijos e até a próxima!
LEIA MAIS... »

2015

Nova Parceria! - Simone Taietti

terça-feira, novembro 10, 2015

   Olá pessoal! Eu estava escrevendo uma resenha nova pra vocês (prometo que depois de escrever esse post, eu continuo escrevendo e posto ainda essa semana) quando meus pais chegaram em casa com uma embalagem do correio. Sempre fico hiper feliz quando chega coisas do correio pra mim *-* Corri abrir e adivinhem o que era??? O livro da nossa nova parceria do blog, a Simone Taietti! 
   Confesso que fiquei com muita dó de abrir, estava tão bem embalado que eu morri de medo de cortar o livro enquanto abria a embalagem... porém, ocorreu tudo bem, graças a Deus, e o livro tá inteirinho aqui, lindo e cheiroso, além de autografado! Obrigada Simone! 
   Abaixo vou compartilhar a sinopse do livro e um pouquinho sobre a autora também. Estou muito ansiosa pra começar essa leitura. Prometo que resenho pra você assim que terminar!

Título: Uma Vida para Sempre
Autora: Simone Taietti
Editora: Novo Século
Ano: 2014
Páginas: 347




Ethel diz estar morrendo. Contudo, não afirma isso apenas em razão de sua doença. Talvez a única certeza de nossa existência seja a morte, o fato de que ela chega para todos. Mas nem por isso deixa de ser a maior incógnita da vida.
Em um hospital, em meio à dor das histórias dos pacientes, Ethel encontrou amigos. Entre passeios em cemitérios, frequentando velórios e enterros de estranhos, ela tenta preparar a si e aqueles que ama, para o que parece estar ali tão próximo, o fim. Entretanto, não esperava enfrentar algumas surpresas que a fizessem duvidar de tal preparação.
As estatísticas ruins, a inexorável passagem do tempo. Onde reside a lógica disso que nos arranca pedaços, da súbita inexistência do que outrora era vívido e pulsante? Um corpo que jaz. Palavras que se perdem. A finitude de tudo o que é tão belo talvez seja a maior dor do mundo.
Uma vida para sempre é um compilado de desejos, pensamentos e dias.
Quanto dura o para sempre?
Ethel descobriu.



Nasceu em 1994, ano em que o mundo perdeu Kurt Cobain e Ayrton Senna e em que Nelson Mandela tornou-se o 1º Presidente negro da África do Sul. Descobriu ainda no Ensino Fundamental sua grande paixão: a escrita. Tem preferência pelas histórias palpáveis, a inconstância da vida, aquilo que pode acometer qualquer um. 

Em 2011, foi uma das ganhadoras do 7° Prêmio Construindo a Igualdade de Gênero, na categoria estudante de Ensino Médio, concorrendo com 3.375 outros textos."Uma vida para sempre" é seu primeiro livro publicado.

Vive em Tangará – SC. É acadêmica de Direito na Universidade do Oeste de Santa Catarina. Divide seu tempo livre entre a escrita, leitura, estudos e os seriados de que tanto gosta.


Achei a venda desse livro lindo nos seguintes sites, caso vocês tenham se interessado:

Espero que vocês tenham gostado da novidade e do post, porque eu estou muito feliz!
Deixe sua opinião nos comentários, ela é muito importante para nós!
Beijos, e até a próxima!


LEIA MAIS... »

2015

Tag: 12 meses na estante

segunda-feira, novembro 09, 2015

Olá! Resolvi responder mais uma tag, mas desta vez a que vi no blog Myself Here. Ela se chama 12 Meses na Estante e consiste em escolher um livro para cada mês do calendário gregoriano. E os meus escolhidos foram:

Janeiro: O mês que inicia um novo ano
Um livro com uma citação de que você goste.
Eu Sou o Mensageiro, de Markus Zusak.
Citação: "Prefiro correr atrás do Sol a esperar que ele venha incidir sobre mim."

Fevereiro: O mês do Carnaval
O livro com a capa mais colorida da sua estante.
Ser Feliz é Assim, de Jennifer E. Smith.

 Março: Dia Internacional da Mulher
Um livro que tenha uma mulher como capa e como autora.
Se Eu Ficar, de Gayle Forman.

 Abril: Em abril, águas mil
Encontre em sua estante o último livro que te fez chorar.
Desde o Primeiro Instante, de Mhairi McFarlane.
Não lembro exatamente qual foi o último livro que eu li que me fez chorar, então escolhi este porque foi uma leitura de 2015 que eu chorei MUITO em algumas cenas (mesmo).

Maio: Mês das Mães
Um livro com enredo sobre família.
A Lista de Brett, de Lori Nelson Spielman.
Este foi o primeiro livro que veio à cabeça. A história se inicia com a morte da mãe da protagonista, que lhe deixa um desafio a ser cumprido para que possa pegar sua parte na herança: realizar a sua lista de sonhos de quando era criança. É lindo e, conforme Brett vai completando as metas, vai recebendo cartas de sua mãe (escritas antes de sua morte), com lições de vida e frases de amor e carinho, lhe parabenizando pelas conquistas.

Junho: Mês dos Namorados
Um livro com um romance de tirar o fôlego.
Simplesmente Acontece, de Cecelia Ahern.
Escolhi essa obra prima da Cecelia porque o relacionamento conturbado entre Alex e Rosie é de tirar o fôlego de qualquer leitor, hein! Haja coração!

Julho: Mês do Inverno
Um livro com a capa em tons frios.
A Maldição do Tigre, de Colleen Houck.

Agosto: Mês do desgosto
 Um livro que você jamais leria de novo.
A Estrada da Noite, de Joe Hill.
Eu não o leria de novo porque ele é um livro de suspense/terror e, apesar da história ter me surpreendido de modo positivo, eu senti um medo (e ler ele de madrugada colaborou pra isso) comparado àquele que sinto quando assisto filmes de terror sozinha.

Setembro: Mês da primavera
 Um livro cuja capa tenha flores ou pássaros.
A Garota que Você Deixou para Trás, de Jojo Moyes.
Olha... Não tenho nenhum livro com pássaro(s) na capa, e este da Jojo é o que chega mais perto de conter flores nela.

Outubro: O único mês cujo nome inicia e termina com a mesma letra
Encontre um livro cujo título inicie e termine com a mesma letra.
Os Contos de Beedle, o Bardo, de J. K. Rowling.

Novembro: O verão está chegando!
Um livro que tenha amarelo ou laranja em sua edição (pode ser na capa ou na lombada).
Laranja Mecânica, de Anthony Burgess.

Dezembro: Mês do Natal 
Um livro que tenha verde ou vermelho em sua edição (pode ser na capa ou na lombada).
Por Lugares Incríveis, de Jennifer Niven.


E então, o que acharam da tag? Eu adorei! Fiquem à vontade pra respondê-la com os livros que escolherem pra cada mês.
Até o próximo post!
Bejux

LEIA MAIS... »

2015

Book Haul - Maio!

sexta-feira, novembro 06, 2015


   E aí pessoal, tudo bom com vocês? No último book haul que eu fiz (em abril) eu falei "como não compro muito livros e agora tenho muito pra ler, pensei em fazer book haul a cada dois, três meses" e aí fui deixando acumular livro até, bem, outubro. Quando juntei pra ver quantos livros juntei de maio até outubro, vi que comprei/ganhei/consegui cerca de 28 livros. 
   Se eu fosse fazer um post mostrando toooodos os livros ia ficar um post muito extenso, então resolvi fazer um post pra cada mês e pretendo postar todos esse mês, pra não atrasar mais ainda hehe.
   A partir de agora vou falar de quem eu ganhei, se é de parceria, compra, etc., porque é claro que não comprei tudo isso (saudades dinheiro) e seria legal deixar um pedacinho de carinho aqui, pra quem me deu o livro.



O Motivo - Patrick Ness
(Presente do meu primo Bruno, de aniversário <3)
Todd Hewitt é um garoto de doze anos, o último menino de Prentisstown, uma cidade de homens, Ele vive em um mundo cheio de "ruído" em que os pensamentos privados de todo homem e animal são audíveis. Em um mês ele estará com treze anos e será um homem. Mas a cidade está mantendo segredos para ele, segredos que vão forçá-lo a fugir do prefeito e dos homens de Prentisstown junto com seu cachorro e a primeira garota que ele já conheceu.



O Desaparecimento de Katharina Linden - Helen Grant
(Presente da minha amiga de trabalho Joelma)
No dia em que Katharina desapareceu, Pia foi a última pessoa a vê-la. O terror se espalhou pela cidade. Como uma garotinha de dez anos poderia desaparecer num lugar em que todos se conheciam?
O misterioso sumiço leva Pia a imaginar se algo sobrenatural e macabro ocorreu com a menina. Tal suposição está baseada nas histórias que o velho Herr Schiller lhe conta a respeito de fantasmas, bruxas e monstros do folclore local, que tratam de espíritos e zumbis que aterrorizam os habitantes da cidade. E, quando outras garotas desaparecem e Pia aprende mais lendas, sua teoria começa a fazer sentido. O Desaparecimento de Katharina Linden mostra, por meio de muito suspense, histórias fantasiosas e lendas antigas, a genialidade da imaginação dos jovens ao vivenciarem situações adultas como sequestro, interrogatórios e problemas familiares.



A Herdeira - Kiera Cass
(Comprei *-*)
Vinte anos atrás, America Singer participou da Seleção e conquistou o coração do príncipe Maxon. Agora chegou a vez da princesa Eadlyn, filha do casal. Prestes a conhecer os trinta e cinco pretendentes que irão disputar sua mão numa nova Seleção, ela não tem esperanças de viver um conto de fadas como o de seus pais. Mas assim que a competição começa, ela percebe que encontrar seu príncipe encantado talvez não seja tão impossível quanto parecia.



Delírio - Lauren Oliver
(Comprei x2)
Muito tempo atrás, não se sabia que o amor é a pior de todas as doenças. Uma vez instalado na corrente sanguínea, não há como contê-lo. Agora a realidade é outra. A ciência já é capaz de erradicá-lo, e o governo obriga que todos os cidadãos sejam curados ao completar dezoito anos. Lena Haloway está entre os jovens que esperam ansiosamente esse dia. Viver sem a doença é viver sem dor: sem arrebatamento, sem euforia, com tranquilidade e segurança. Depois de curada, ela será encaminhada pelo governo para uma faculdade e um marido lhe será designado. Lena tem plena confiança de que as imposições das autoridades, como a intervenção cirúrgica, o toque de recolher e as patrulhas-surpresa pela cidade, existem para proteger as pessoas. Faltando apenas algumas semanas para o tratamento, porém, o impensado acontece: Lena se apaixona. Os sintomas são bastante conhecidos, não há como se enganar. Mas, depois de experimentá-los, ela ainda escolheria a cura?


Neve na Primavera - Sarah Jio
(Parceria com Novo Conceito | Resenha aqui)
Seattle, 1933. Vera Ray dá um beijo no pequeno Daniel e, mesmo contrariada, sai para trabalhar. Ela odeia o turno da noite, mas o emprego de camareira no hotel garante o sustento de seu filho. Na manhã seguinte, o dia 2 de maio, uma nevasca desaba sobre a cidade. Vera se apressa para chegar em casa antes de Daniel acordar, mas encontra vazia a cama do menino. O ursinho de pelúcia está jogado na rua, esquecido sobre a neve.
Na Seattle do nosso tempo, a repórter Claire Aldridge é despertada por uma tempestade de neve fora de época. O dia é 2 de maio. Designada para escrever sobre esse fenômeno, que acontece pela segunda vez em setenta anos, Claire se interessa pelo caso do desaparecimento de Daniel Ray, que permanece sem solução, e promete a si mesma chegar à verdade. Ela descobrirá, também, que está mais próxima de Vera do que imaginava.



A Lista - Cecelia Ahern
(Parceria com Novo Conceito | Resenha aqui)
Kitty Logan tem 32 anos e aos poucos está perdendo tudo o que conquistou; sua carreira está arruinada; seu namorado a deixou sem um motivo aparente; seu melhor amigo está decepcionado com ela; e o principal - sua confidente e mentora está gravemente doente. Antes de morrer, Constance deixa um mistério nas mãos de Kitty que pode ser a chave para sua mudança de vida - uma relação de nomes de pessoas desconhecidas. É com base neles que Kitty deverá escrever a melhor matéria de sua carreira. Quando começa a ouvir o que aquelas pessoas têm a dizer, Kitty aos poucos descobre as conexões entre suas histórias de vida e compreende por que foi escolhida para dar voz a elas.


Vango: Entre o Céu e a Terra - Timothée de Fombelle
(Parceria com Melhoramentos | Resenha aqui)
Salvar a pele e, ao mesmo tempo, descobrir a própria identidade. Este é o grande desafio de Vango, o jovem herói do novo romance do premiado escritor francês Timothée de Fombelle. Ao ler esse thriller histórico, ambientado no conturbado período entre as duas grandes guerras mundiais, somos impelidos a fugir com Vango pelos cinco continentes, num clima de absoluto perigo e suspense. Este rapaz órfão de 19 anos desconhece sua origem assim como desconhece a motivação do franco atirador que, além da polícia, está em seu encalço. 
Deparamo-nos com Vango na solenidade em que ele e outros seminaristas seriam ordenados padres na suntuosa catedral de Notre-Dame, em Paris. O assassinato do padre Jean, seu protetor, desencadeia a perseguição ao rapaz, que empreende uma fuga espetacular ao escalar nada menos do que os famosos vitrais da catedral. Essa cena é apenas um exemplo do clima de perseguição e aventura de que é feita toda a narrativa, quando acompanharemos nosso protagonista em situações e lugares improváveis – como um intruso escondido num caça da SS, galopando nas Terras Altas da Escócia, dependurado num vulcão italiano ou sobrevoando o Brasil e vários outros lugares num zepelim.
O fracasso em não ter sido ordenado padre deixa nosso herói arrasado, mas a jovem Ethel fica bem feliz. É ela quem vai ajudar Vango a provar sua inocência e descobrir sua identidade. Também fazem parte da saga outros personagens marcados por vidas cheias de segredos, como Mademoiselle, a senhora poliglota e sem memória com quem Vango é salvo do naufrágio na costa da Sicília aos três anos de idade e Hugo Eckner, personagem verídico, comandante alemão do Graf Zepelin, esse grande dirigível que fascinou o mundo nas primeiras décadas do século XX. Outras personalidades incorporadas à história são Joseph Stalin, sua filha Svetlana e Adolf Hitler.
O ritmo acelerado, o uso da narrativa em flashback e as descrições cinematográficas de diferentes lugares e temporalidades impressionam. Ficamos lado a lado com os personagens da história, enfrentado os mesmos desafios. Fruto de uma minuciosa pesquisa em arquivos históricos, a referência aos acontecimentos dos anos 1930 nos dá a oportunidade de conhecer o significado dos regimes totalitários naquele período, ajudando-nos a refletir sobre política, liberdade de expressão e direito às diferenças em nossos dias.



Cantigas Trovadorescas
(Parceria com Melhoramentos)
Idade Média, castelos imponentes, guerras, belas donzelas que suscitam amores impossíveis. É nesse contexto que surgem os primeiros registros literários em língua portuguesa: as cantigas trovadorescas, composições poéticas e musicais. Acompanhados violas, alaúdes, flautas etc., os trovadores entoavam suas paixões excessivamente idealizadas ou satirizavam seus desafetos por meio de cantigas. Estão reunidas neste livro algumas das principais obras desse gênero.

---------------------------------------

   Então é isso pessoal, esses foram os livros que adquiri em maio e gostei muito deles! Já leram algum desses ou gostariam de ler? Deixe sua opinião nos comentários, ela é muito importante pra nós! E fiquem de olho que esse mês ainda sai o book haul dos outros meses. Beijos!


LEIA MAIS... »