[Resenha] Invisível

segunda-feira, setembro 22, 2014

PESSOAAAAL, queria começar o post de hoje pedindo mil desculpas por termos sumido! Estávamos em semana de apresentação do colégio, e aí toda aquela tensão, cansaço e compromissos meio que dificultou nossos posts aqui, mas prometo que agora voltaremos com tudo!

Invisível, de David Levithan e Andrea Cremer, publicado pela editora Galera Record com 318 páginas.


"Porque a solidão vem da ideia de que você pode estar envolvido no mundo, mas não está. Ser invisível é ser solitário sem o potencial de ser outra coisa além de solitário. Por isso, depois de um tempo, você se retira do mundo. É como se estivesse num teatro, sozinho na plateia, e tudo mais estivesse acontecendo no palco."


Amaldiçoado desde o nascimento, Stephen é invisível. Não sabe como é seu próprio rosto. Ele vaga por Nova York, em um esforço contínuo para não desaparecer completamente. Mas um milagre acontece, e ele se chama Elizabeth. Perdida em pensamentos, Elizabeth não entende por que seu vizinho de apartamento não mexe um dedo quando ela derruba uma sacola de compras no chão. E Stephen não acredita no que está acontecendo... Ela o vê! 



Stephen, acostumado a ser invisível desde seu nascimento, não consegue acreditar quando sua nova vizinha, Elizabeth o vê. Depois de algum tempo, quando ele decide contar a ela que ninguém além dela o enxerga, eles buscam uma explicação. E depois de acharem essa explicação (não contarei por motivos de: pode perder a graça do livro), Elizabeth, Stephen e Laurie (irmão da Eliza, que é um fofo ) começam uma busca por algo que conserte isso, algo que torne Stephen visível para todos, não só para sua "mais-que-amiga".
Narrado ora por Stephen, ora por Elizabeth, Invisível traz um mundo diferente e cheio de uma magia que cativa e nos suga pra dentro, com a ótima narrativa dos autores e seu ótimo tema.
Eu sou uma fã declarada do Levithan, e acho seu jeito de escrever muito bom. Nunca tinha lido nada da Andrea Cremer, mas ela já ganhou pontinhos comigo por ter feito essa obra incrível!
Confesso que fiquei um pouco magoada com o final, mas apesar de tudo, adorei o livro pelo que ele passa. Por mais solitário que você seja, você nunca é totalmente invisível, tem sempre alguém que te vê e te ama assim...
Recomendo à todos que gostam de livros diferentes.

You Might Also Like

0 carinhos.

Deixe um comentário, ele é importante pra nós. Mas primeiro, leia o post, por favor!

Obrigada!