[Resenha] Atemporal

sexta-feira, fevereiro 06, 2015

Título: Atemporal
Autor: Rodrigo Mendes
Editora: Novo Século
Ano: 2014
Páginas: 237
Nota: 



"- Sou eu. Temos um problema que deve ser resolvido imediatamente no Brasil." 


Atemporal: adv. o que transita no tempo sem necessariamente pertencer ao passado, futuro ou presente.

Fui na Bienal ano passado e confundi um autor com um expositor, aí com vergonha por essa gafe, pedi pro autor contar sobre o livro dele... Achei interessante e comprei, mesmo nunca tendo lido um livro estilo "Agatha Christie". 

A história, narrada em terceira pessoa, tem vários focos. Contra primeiro a história de André, um policial que estava investigando o tráfico de crack no Brasil, e que foi sequestrado e morto em 1983. Em seguida, o foco vai para 40 anos depois, 2023. Onde Lucas, filho do melhor amigo de André, tenta descobrir quem foi o assassino dele. Como policial e detetive, Lucas tenta de todos os jeitos solucionar esse caso, até que descobre que uma placa que foi encontrada na cena do crime contém dados estranhos, como por exemplo as datas marcadas: elas são do futuro e de uma empresa chamada Travel Inc. Um outro foco, é a construção de uma incrível máquina do tempo.
Bom, não sei se consegui explicar muito bem. O livro tem muitos detalhes e é difícil falar sem soltar um spoiler, mas é sensacional!

Comecei a ler mais por curiosidade; não tinha muitas expectativas. Nunca tinha lido um livro assim. Porém, a leitura é tão boa, tão gostosa de ler, que chegou uma hora que estava tudo TÃO incrível eu não queria mais parar. Cada hora, uma novidade nova, um suspense novo, um suspeito novo. Eu estava ficando maluca!
Conversas comprometedoras sem mostrar quem estava do outro lado da linha, um informante misterioso, uma máquina do tempo, ameaças... essas coisas tiraram meu fôlego! Amei e odiei cada um dos personagens, tive vontade de bater e matar alguns, e falar logo a verdade pro Lucas - quem era o verdadeiro assassino do André.

O melhor de tudo no livro, é o final. Óbvio que não vou contar o que acontece pra vocês, mas vou contar pra algum amigo meu que não gosta de ler porque, sinceramente, foi um dos melhores finais e foi tão f#%@ que eu preciso "desabafar". Depois que acabei, fiquei uns 10 minutos olhando pro teto refletindo sobre o que tinha acontecido. Acho que ninguém nunca imaginaria o que acontece; aposto que o próprio Rodrigo ficou surpreso quando leu/escreveu o próprio livro, meu Deus. Não haveria desfecho melhor. 
Pra vocês entenderem do que estou falando, leiam o livro! Comprem e leiam, mesmo se não gostam do gênero ou nunca leram - como era meu caso, e eu li e amei. Sério, vale a pena. Não é a toa que na capa do livro tem o selo "Talentos da Literatura Brasileira", o Rodrigo Mendes merece!

Eu (vergonha) e o autor, Rodrigo Mendes - Bienal 2014. P.S.: leiam o livro!!!

-----------------------------------
O concurso do blog será encerrado dia 15, mas ainda dá tempo de participar! 
É só clicar AQUI e seguir as instruções!
Só lembrando que no concurso vale comentar em posts antigos/publicados antes do concurso começar.
Boa sorte!
Beijos!

You Might Also Like

4 carinhos.

  1. Adorei!! Nossa que louco essa história da Bienal Haha. Beijos

    ResponderExcluir
  2. Oi Natália, só agora vi sua resenha, e adorei!!! Não sabia que vc tinha me confundido com um expositor.. haha. que bom que isso aconteceu!! Obrigado mesmo pela resenha e pelo carinho! Um grande abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom mesmo, haha pois "ganhei" um grande livro!

      Outro abraço pra você <3

      Excluir

Deixe um comentário, ele é importante pra nós. Mas primeiro, leia o post, por favor!

Obrigada!