[Resenha] O Assassinato de Roger Ackroyd

quinta-feira, dezembro 04, 2014

O assassinato de Roger Ackroyd, de Agatha Christie, publicado pela Globo Livros, com 306 páginas.





Uma misteriosa sequência de três crimes. Uma velha senhora desconfiada. Um famoso detetive belga de férias, procurando alguma emoção. Este é o ponto de partida de O Assassinato de Roger Ackroyd, um dos mais famosos romances policiais de Agatha Christie.
Em uma noite de setembro, o milionário Roger Ackroyd é encontrado morto, esfaqueado com uma adaga tunisiana,– objeto raro de sua coleção particular – no quarto da mansão Fernly Park na pacata vila de King'’s Abbott. A morte do fidalgo industrial é a terceira de uma misteriosa sequência de crimes iniciada pela de Ashley Ferrars, que pode ter sido causada ou por uma ingestão acidental de soníferos ou envenenamento articulado por sua esposa. Esta, aliás, é a segunda desta sequência de mortes. Um provável suicídio. 
Os três crimes em série chamam a atenção da velha Caroline Sheppard, irmã do Dr. Sheppard, médico da cidade e narrador da história. Suspeitando de que haja uma relação entre as mortes, dada a proximidade de Miss Ferrars com o também viúvo Roger Ackroyd, Caroline pede a ajuda do então aposentado detetive belga Hercule Poirot, que passava suas merecidas férias na vila.
Ameaças, chantagens, vícios, heranças, obsessões amorosas e uma carta reveladora deixada por Miss Ferrars compõe o cenário desta surpreendente trama, cujo transcorrer elenca novos suspeitos a todo instante, exigindo a habitual perspicácia do detetive Poirot em seu retorno ao mundo das investigações.


Vou começar a resenha dizendo uma frase bem clichê pra quem já leu algum livro da Agatha Christie:
QUE FINAL SURPREENDENTE!!!

Não posso dizer, como sempre, o porquê de eu achar tal livro da Rainha do Crime maravilhoso porque senão eu teria que falar quem é o assassino, etc, e isso logicamente não faria com que vocês lessem o livro, e eu quero que vocês o leiam!

Meu livro preferido da autora (embora todos sejam incríveis) até aqui era Assassinato no Expresso do Oriente, mas devo dizer que esse se superou. Durante a leitura eu realmente duvidei do fato dessa obra ser considerada um clássico, porque pra mim tudo parecia muito simples: a narrativa, os suspeitos, a morte... Mas adivinhem? Me enganei. Quando eu cheguei no final, aquele momento em que o detetive, nesse caso o Poirot, começa a ordenar os fatos e depois revela a identidade do assassino, eu já comecei a ficar nervosa. Nervosa porque ele disse um detalhe, um detalhe pequeno e ao mesmo tempo tão fácil de se ver, que eu tinha reparado. E o que me deixou mais nervosa foi que eu não liguei os pontos! Tudo tão simples! Mas a Agatha é inteligente, e o desfecho de seus livros sempre irá surpreender os leitores. Sempre.
Além disso, O Assassinato de Roger Ackroyd é o único título da autora a constar na lista dos 100 melhores livros do século XX do Le Monde que, apesar de não ser a lista oficial, mostra que a obra é considerada uma das melhores da Rainha do Crime.
Portanto, depois de tanto blábláblá, espero sinceramente que vocês leiam esse livro. Não busquem muito sobre ele, porque podem acabar encontrando spoilers, e isso acabaria com a graça da história. Mas comprem, leiam, se surpreendam e se tornem grandes fãs da Agatha Christie (se é que já não são), assim como eu. Vale muito a pena.
Não só a pena.
Vale a galinha inteira! (Rá.)

You Might Also Like

2 carinhos.

  1. Olá!
    Adorei a resenha, eu tenho dois livros da Agatha mas nunca li, parabéns pelo o blog. Estou seguindo >>>> http://livrosesugestoes.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Leia-os, vai adorar! (Não sei quais são, mas todos dela são bons, hehe)
      Obrigada! Estamos te seguindo também ;)
      Beijos

      Excluir

Deixe um comentário, ele é importante pra nós. Mas primeiro, leia o post, por favor!

Obrigada!