[Resenha] Uma Vida para Sempre

sexta-feira, novembro 27, 2015

Título: Uma Vida para Sempre
Autora: Simone Taietti
Editora: Novo Século - Talentos da Literatura Brasileira
Ano: 2014
Páginas: 350
Nota: 


"E mais um daqueles sorrisos tentando ligar sul-americanos e africanos iluminou não só seu rosto, mas todo o quarto. E minha alma."


   Há muito tempo eu paquerava esse livro, Que capa linda, né? Quando pedi parceria pra Simone e ela aceitou, eu nem acreditei, Só caiu a ficha que era verdade quando o livro chegou aqui (e autografado ainda ). Terminei de ler nessa quinta-feira e tudo o que tenho pra falar sobre o livro é: uau. UAU. U-A-U. Simone Taietti escreveu esse livro maravilhosamente bem. Nem 1/4 da minha resenha vale alguma coisa perto da escrita dessa mulher. Não é atoa que o livro foi publicado com o selo "Talentos da Literatura Brasileira"
  O livro conta a história de Ethel, que além de ter um nome diferente, tem também uma doença diferente: CIPA (Insensibilidade Congênita à Dor com Anidrose). Ou seja, ela não sente dor e nem transpira. Por isso e com base em algumas pesquisas na internet, ela vive dizendo que está morrendo. Sua mãe, Edite, não aceita nem ouvir essas palavras vindo de Ethel, mas a protege como se fosse verdade. 
   Ethel teve aulas em casa e sua mãe não a deixa trabalhar. Então o único lugar que ela frequenta é o hospital, onde faz fisioterapia. Apesar de não ter amigos fora, ela tem vários amigos dentro dos hospital e os adora. Ethel não conta nada pra sua mãe desses amigos, pois sabe que Edite vai proibí-la de ir ao hospital quando souber, pelo simples fato de sua mãe querer protegê-la do sofrimento dos amigos que estão caminhando para a morte.
   Um dia, numa dessas visitas ao hospital, Ethel foi pega de surpresa ao descobrir que seu amigo Max (que era apenas uma criança) falecera num final de semana. Tomada pela tristeza e pelo sentimento de que tudo isso era injusto, ela vai ao quarto onde ficava o Max. Depois de um tempo, quando estava indo embora, a porta abriu subitamente e um garoto entrou lá. Após algumas conversas, ela descobre que ele, Vitor, tem leucemia e que entrou naquele quarto pra tardar a internação. Basicamente assim, começa uma relação muito forte e linda entre os dois.
   Eu, na verdade, não tenho muitas palavras para descrever esse livro. É maravilhoso, profundo, magnífico. Mais uma vez nesse ano, um autor conseguiu me surpreender e fazer eu me apaixonar completamente por uma história (detalhe: os dois são brasileiros, então nunca subestime uma obra literária nacional). Fizeram eu me apaixonar por um livro e por um personagem. Vitor tem um sorriso tão lindo e tão grande que, de acordo com Ethel, o sorriso é uma ponte que liga os sul-americanos com os africanos hehe. 
   Uma Vida para Sempre tem uma profundidade que se você não descer com cuidado, você cai no abismo. Cheio de passagens lindas, profundas e inspiradoras, um tema muito recorrente no livro é a morte. Ethel sempre diz que está morrendo, seus amigos estão morrendo, o garoto pelo qual ela se apaixona está morrendo e seu pai falecera há nove anos. Ela frequentava cemitérios e velórios de estranhos para ter uma "preparação para a morte". Com o passar do tempo, ela vai descobrir que por mais que você tente, nunca conseguirá se preparar para perder alguém. Então, tudo que tem que ser feito é aproveitar enquanto você está vivo, com as pessoas que gosta.
   Lendo esse livro, eu descobri que realmente não há uma preparação para a morte. Você nunca vai aceitar a ideia de perder alguém que você gosta. Vou contar uma historinha da minha vida para vocês, prometo que não tomará muitas linhas dessa resenha.
   Quando eu era criança e meu pai ia buscar algumas coisas no trabalho dele, ele sempre me levava para comer coxinha num barzinho. Sempre. Acabamos assim, virando amigos do dono, o Léo. Eu cresci comendo "coxinhas do Léo" (como eu sempre chamava) e tendo um afeto do tipo neta/avô para com ele. Um dia o bar fechou e abriu em outro lugar. Nessa época eu já não comia mais coxinhas fazia tempo, mas pedi para meu pai me levar no novo bar pra ver se ele se lembrava de mim (e secretamente, para comer coxinhas também). Ele se lembrou, ficou muito feliz ao me ver. O bar, um tempo depois, fechou e eu nunca mais descobri onde estava. Até essa última quarta-feira. 
   Eu estava no ponto de ônibus, voltando pra casa depois de um dia de trabalho, quando vi que a mulher dele estava próxima a mim. Perguntei onde estava o novo bar dele, e ela disse: "Você não ficou sabendo? Ele morreu". Aquilo me doeu de uma tal forma que quase achei que alguém tinha dado uma facada no meu peito, ainda mais quando soube que ele morreu dia 27 de abril de 2014, um ano atrás e um dia antes do meu aniversário. Segurei-me para não chorar no ônibus, porém quando cheguei em casa, desabei. 
   Desde sempre eu sabia que ele estava praticamente idoso, sabia que uma hora ou outra ele ia partir, assim como todos nós partiremos um dia. Mas eu não estava preparada para aquilo, para aquela notícia. Isso me pegou de surpresa e putz, já era, não tinha mais o que fazer.
  Com essa história (tanto a de Simone quanto a minha), acabei vendo a fragilidade da vida, sabe? O Léo morreu com uma doença, não de idade, e talvez eu poderia ter ajudado. No livro, Ethel, Vitor e mais alguns amigos, se reúnem para falar aos outros (e para ouvir os outros) sobre a importância de ajudar ao próximo doando sangue e medula óssea. Fazia um bom tempo que eu queria doar, e agora é certeza que nas minhas férias me tornarei uma doadora de sangue. Pra mim, não vai fazer falta se outra pessoa está realmente precisando. 
   Outra coisa que dá pra se levar após ler esse livro é sempre aproveitar ao máximo quem está conosco. A gente não sabe quanto tempo tem com nossos pais, nossas mães, nossos irmãos, nossos(as) namorados(as). Vamos tornar o dia de alguém único! Que tal reatar a amizade com aquele amigo que você não fala faz tempo? Que tal parar de brigar com o namorado atoa? Que tal respeitar seus pais e amá-los mais? Que tal ajudar a senhora que está tentando passar na catraca do ônibus com as mãos cheias de sacolas? Pequenas atitudes podem tornar a vida de alguém melhor, não custa nada a gente tentar.
   Sobre o final desse livro: recomendo que não espiem pois só de ver o nome dos capítulos, você já sabe o que acontece. Se eu não tivesse feito isso, teria sido uma surpresa e tanto! Eu espiei e mesmo sabendo o que aconteceria, me emocionei heheh. Acho que alguém aqui é uma manteiga derretida e que gosta de falar um monte nas resenhas. 
   Acho melhor parar por aqui. Você já leu o livro? O que achou dessa história linda da Simone Taietti? Quer ler? Deixe seu comentário acerca da resenha, sua opinião é muito importante para nós. Beijos e até a próxima!

"É uma grande droga tudo isso, porque, muito provavelmente, se soubéssemos tratar-se da última vez, faríamos algo diferente. Mesmo que apenas com um olhar. Com toda certeza olharíamos de forma diferente. Com mais atenção, mais amor."


You Might Also Like

20 carinhos.

  1. Que linda resenha, realmente muito boa! (e grande também haha).

    É importante essa reflexão na vida, pois querendo ou não um dia iremos partir e nossos amigos, irmãos, pais, namorada (o) não vão estar preparados pra isso. Acredito que não tenha como se preparar para a morte, é algo doloroso pra todos.

    Enfim, sinta-se abraçada. Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tão grande que quase ninguém tá lendo hahah
      Obrigada pelo abraço, beijos!

      Excluir
  2. Que capa mais amorzinho! *_* Adorei sua resenha e que bom que gostou tanto!

    Beijos,
    http://postandotrechos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A capa é muito linda mesmo <3
      Fico feliz que tenha gostado da minha resenha.

      Beijos!

      Excluir
  3. Oi Natália,
    Essa resenha foi bem emocionante. Eu não conhecia o livro, mas me interessei muito pela história, mas confesso que foi pela maneira como você me contou. Você me envolveu!
    Beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Ale,
      Que bom que consegui te envolver. Leia o livro, é maravilhoso!

      Excluir
  4. A capa é muito linda ♥♥♥ Eu nunca tinha ouvido falar neste livro, mas curti muito saber um pouquinho sobre ele, ótima resenha.

    www.bikoti.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A capa é linda mesmo <3 Fico feliz que tenha gostado da resenha.

      Beijos!

      Excluir
  5. Oi Nat, UAU para sua resenha também, conseguiu me emocionar. Acho que mais emocionante deve ser o livro. Eu amo livros que nos dão uma lição de vida e que nos fazem refletir. Parabéns para essa autora tão talentosa, já quero esse livro!

    Ps: Te marquei em uma tag lá no blog( http://queremosmaislivros.blogspot.com.br/)

    Bjs, sua resenha está show. Amei!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que gostou da minha resenha, fico muito feliz! Eu também amo livros que nos faz repensar a vida.
      Vou responder a tag em breve.

      Beijos!

      Excluir
  6. Olá, parabéns pelo blog. Estou te seguindo!
    Beijos...
    http://sacoliterario.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Eu sou louca para ler esse livro, ele parece ser maravilhoso e só vejo elogios!

    Muito boa sua resenha, beijos,

    http://sweetlikecaramel.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ele não só parece quanto é maravilhoso!!
      Que bom que gostou da minha resenha.

      Beijos!

      Excluir
  8. Amo a capa deste livro... Tenho muita vontade de lê-lo, sua resenha só aguçou mais ainda... hehehe... primeira vez aqui no blog, gostei muitooo... vou acompanhá-lo.... bjs....

    Livros terapias / Fan page

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico feliz que gostou do blog! Venha sempre!

      Beijos!

      Excluir
  9. Amei a resenha, amei esse capa maravilhosa, amei tudo. simplesmente adorei. Minha vontade é sair de onde estou e correr comprar! hahah, ficou show. Parabéns Nati e Simone! vocês arrasaram.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico muito feliz que você tenha gostado! Corre e compra, porque realmente é um livro maravilhoso!!
      Beijos!

      Excluir
  10. Que história mais linda. Não vejo a hora de ler esse livro, parece ser lindo.

    Bjss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Leia o livro o quanto antes, é incrivel, vale a pena!

      Beijos!

      Excluir

Deixe um comentário, ele é importante pra nós. Mas primeiro, leia o post, por favor!

Obrigada!