[Resenha] Sangue Quente

sexta-feira, agosto 15, 2014

Sangue Quente, de Isaac Marion, publicado pela editora LeYa com 252 páginas.


 

"Meu amigo M diz que a ironia de ser um zumbi é que tudo é engraçado, mas você não consegue rir, pois seus lábios apodreceram."


R é um jovem vivendo uma crise existencial – ele é um zumbi. Após vivenciar as memórias de um adolescente enquanto devorava seu cérebro, R faz uma escolha inesperada, que começa com uma relação tensa, desajeitada e estranhamente doce com a namorada de sua vítima. Julie é uma explosão de cores na paisagem triste e cinzenta que envolve a “vida” de R e sua decisão de protegê-la irá transformar não só ele, mas também seus companheiros mortos-vivos, e talvez o mundo inteiro.


Sangue Quente conta a história de um zumbi diferente da maioria, que mora em um aeroporto abandonado, que coleciona objetos encontrados e que "vive" tentando se lembrar de sua vida humana e de seu nome de humano, porque tudo que ele sabe é que seu nome começa com R.


Um dia, R e seus amigos zumbis vão caçar humanos para se alimentar. Eles, então, encontram um grupo de humanos, e após matar um deles, R come o cérebro de Perry e acessa as memórias dele (os zumbis desse livro, quando comem o cérebro de um humano, conseguem ver as memórias desse humano), fazendo R sentir vontade de proteger a namorada de Perry, Julie, ao invés de matá-la e comê-la. Então ele a leva até sua residência, que é um avião 747 abandonado, e assim começa uma relação entre os dois, que pode mudar o mundo...

Achei esse livro super divertido, fofo, e Marion conseguiu fazer uma trama bem elaborada e diferente. O livro é narrado em primeira pessoa, pelo R; e às vezes é narrado pelas lembranças de Perry. Só não gostei de que não é avisado quando são as memórias, o que deixa um pouco confuso, mas ainda assim é uma história linda.
Ninguém nunca imaginaria uma história onde um zumbi se apaixona por uma humana, e isso muda tudo. Todo mundo está acostumado a zumbis que matam e comem todos os seres humanos que passam na frente, mas R é diferente, e acho que é por isso que muitos "fãs de zumbis" não gostam dessa obra literária tão incrível, que tem um final surpreendente.
O livro é rápido de ser lido, flui muito bem e, além disso, ainda há a adaptação cinematográfica, cujo nome é Meu namorado é um zumbi, com o maravilhoso (e agora solteiro) Nicolas Hoult (que faz o papel de R) e com a linda Teresa Palmer (Julie).
Recomendo a todos, porque tanto o livro quanto o filme realmente valem a pena.


You Might Also Like

4 carinhos.

  1. Que sinopse legal, hein? Até que enfim um livro de zumbis diferente, eu me interessei muito.
    Beijos

    blogfalandodelivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que se interessou, vale muito a pena lê-lo!
      Beijos!!

      Excluir
  2. Não conhecia, super diferente!
    Adorei a dica!
    Beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que gostou, leia porque é muito bom!
      Beijos!

      Excluir

Deixe um comentário, ele é importante pra nós. Mas primeiro, leia o post, por favor!

Obrigada!