[Resenha] Eu sei o que você está pensando

sábado, janeiro 18, 2014

Eu sei o que você está pensando, de John Verdon, publicado pela editora Arqueiro com 340 páginas.

 

"O objetivo da vida é ficarmos o mais próximo possível de outras pessoas - uma vida isolada é uma vida desperdiçada".



Um homem recebe pelo correio uma carta provocadora que termina da seguinte forma: "Se alguém lhe dissesse para pensar em um número, sei em que número você pensaria. Não acredita? Vou provar. Pense em qualquer número de um a mil. Agora veja como conheço seus segredos."
O destinatário, Mark Mellery, pensa no número 658 e, ao abrir um envelope que acompanha a mensagem, descobre que o autor da carta previu corretamente o número que ele acabara de escolher de modo aleatório. Como isso seria possível?
Desesperado com os bilhetes ameaçadores que seguem a carta, Mark, um guru da autoajuda, procura um velho colega de faculdade, o brilhante detetive David Gurney, recentemente aposentado do departamento de polícia de NY.
Aos 47 anos, 25 deles dedicados a desvendar terríveis casos de homicídio, Dave acaba de se mudar com a esposa Madeleine, para uma fazenda no interior do estado e tenta se adaptar a um novo estilo de vida. Mas sua mente, extremamente lógica, é fisgada pelo quebra-cabeça apresentado por Mellery.
O "superdetetive", apelido que ganhou da imprensa no auge da carreira, percebe que encontrou um vilão à sua altura quando as estranhas ameaças terminam em morte. Tudo leva a crer que o assassino, além de clarividente, cometeu um crime impossível, deixando pistas sem sentido e desaparecendo no meio do nada.
Consumido pelo desafio de encontrar uma resposta lógica para o caso, Dave aceita trabalhar como consultor na investigação, colocando em risco seu já debilitado casamento e até mesmo sua vida.


Eu a-m-e-i o livro! John Verdon foi sensacional em seu livro de estreia, conseguiu me prender do início ao fim. A história é cheia de mistérios, capaz de tirar o sono de qualquer um. O autor dá espaço ao leitor para tentar desvendar os mistérios da trama, os motivos das mortes e a identidade do assassino, e isso proporciona uma leitura cheia de suspense e adrenalina.
Acho que todos deveriam ler esse livro algum dia. É realmente ótimo, te prende à leitura com enorme facilidade, e faz você querer devorar cada página como se fosse seu prato de comida favorito.
O enredo me lembrou os livros de Agatha Christie, sensacionais e surpreendentes. É impossível descobrir o que te espera nas últimas páginas, e é isso que torna esse livro tão bom e genial.

Recomendo o livro à todos os fãs de histórias que tiram o fôlego.

You Might Also Like

0 carinhos.

Deixe um comentário, ele é importante pra nós. Mas primeiro, leia o post, por favor!

Obrigada!